terça-feira, 1 de julho de 2014

XIII SEMANA DO TEMPO COMUM

Leitura (Amós 3,1-8;4,11-12)
3 1 Ouvi, israelitas, o oráculo que o Senhor pronunciou contra vós, contra todo o povo, disse ele, que tirei do Egito.2 Dentre todas as raças da terra só a vós conheço; por isso vos castigarei por todas as vossas iniqüidades.3 Porventura caminharão juntos dois homens, se não tiverem chegado previamente a um acordo? 4 Rugirá por acaso o leão na floresta, sem que tenha achado alguma presa? Gritará o leãozinho no covil, se não tiver apanhado alguma coisa?5 Cairá o pardal no laço posto no solo, se a armadilha não estiver armada? Levantar-se-á da terra o laço sem ter apanhado alguma coisa?6 Tocará o alarme na cidade sem que o povo se assuste? Virá uma calamidade sobre uma cidade sem que o Senhor a tenha disposto?7 (Porque o Senhor Javé nada faz sem revelar seu segredo aos profetas, seus servos.)8 O leão ruge, quem não temerá? O Senhor Javé fala: quem não profetizará?11 Causei no meio de vós uma confusão semelhante ao cataclismo divino de Sodoma e de Gomorra; ficastes como um tição que se tira do fogo, mas não vos voltastes para mim - oráculo do Senhor.12 Por isso, Israel, eis o que te infligirei; e porque te farei isso, prepara-te, Israel, para sair ao encontro de teu Deus!
Palavra do Senhor.
 
Salmo responsorial 5
Na vossa justiça guiai-me, Senhor!
Não sois um Deus a quem agrade a iniqüidade, não pode o mau morar convosco;
nem os ímpios poderão permanecer perante os vossos olhos.


Detestais o que pratica a iniqüidade e destruís o mentiroso.
Ó Senhor, abominais o sanguinário, o perverso e enganador.


Eu, porém, por vossa graça generosa, posso entrar em vossa casa.
E, voltado reverente ao vosso templo, com respeito vos adoro.
 
Evangelho (Mateus 8,23-27)
8 23 Jesus subiu a uma barca com seus discípulos.24 De repente, desencadeou-se sobre o mar uma tempestade tão grande, que as ondas cobriam a barca. Ele, no entanto, dormia.25 Os discípulos achegaram-se a ele e o acordaram, dizendo: “Senhor, salva-nos, nós perecemos!”26 E Jesus perguntou: “Por que este medo, gente de pouca fé?” Então, levantando-se, deu ordens aos ventos e ao mar, e fez-se uma grande calmaria.27 Admirados, diziam: “Quem é este homem a quem até os ventos e o mar obedecem?”
Palavra da Salvação.

Nenhum comentário: