sexta-feira, 25 de julho de 2014

SÃO TIAGO MAIOR
APÓSTOLO E EVANGELIZADOR
(Vermelho, Glória, Prefácio dos Apóstolos – Ofício da Festa)

Leitura (2 Coríntios 4,7-15)
Irmãos, 4 7 temos este tesouro em vasos de barro, para que transpareça claramente que este poder extraordinário provém de Deus e não de nós.8 Em tudo somos oprimidos, mas não sucumbimos. Vivemos em completa penúria, mas não desesperamos.9 Somos perseguidos, mas não ficamos desamparados. Somos abatidos, mas não somos destruídos.10 Trazemos sempre em nosso corpo os traços da morte de Jesus para que também a vida de Jesus se manifeste em nosso corpo.11 Estando embora vivos, somos a toda hora entregues à morte por causa de Jesus, para que também a vida de Jesus apareça em nossa carne mortal.12 Assim em nós opera a morte, e em vós a vida.13 Animados deste espírito de fé, conforme está escrito: "Eu cri, por isto falei", também nós cremos, e por isso falamos.14 Pois sabemos que aquele que ressuscitou o Senhor Jesus, nos ressuscitará também a nós com Jesus e nos fará comparecer diante dele convosco.15 E tudo isso se faz por vossa causa, para que a graça se torne copiosa entre muitos e redunde o sentimento de gratidão, para glória de Deus.
Palavra do Senhor.
 
Salmo responsorial 125/126
Os que lançam as sementes entre lágrimas
ceifarão com alegria.


Quando o Senhor reconduziu nossos cativos, parecíamos sonhar;
encheu-se de sorriso nossa boca, nossos lábios, de canções.


Entre os gentios se dizia: “Maravilhas fez com eles o Senhor!”
Sim, maravilhas fez conosco o Senhor, exultemos de alegria!


Mudai a nossa sorte, ó Senhor, como torrentes no deserto.
Os que lançam as sementes entre lágrimas ceifarão com alegria.


Chorando de tristeza sairão, espalhando suas sementes;
cantando de alegria voltarão, carregando os seus feixes!

 
Evangelho (Mateus 20,20-28)
Naquele tempo, 20 20 aproximou-se a mãe dos filhos de Zebedeu com seus filhos e prostrou-se diante de Jesus para lhe fazer uma súplica.21 Perguntou-lhe ele: "Que queres?" Ela respondeu: "Ordena que estes meus dois filhos se sentem no teu Reino, um à tua direita e outro à tua esquerda".22 Jesus disse: "Não sabeis o que pedis. Podeis vós beber o cálice que eu devo beber?" "Sim", disseram-lhe.23 "De fato, bebereis meu cálice. Quanto, porém, ao sentar-vos à minha direita ou à minha esquerda, isto não depende de mim vo-lo conceder. Esses lugares cabem àqueles aos quais meu Pai os reservou".24 Os dez outros, que haviam ouvido tudo, indignaram-se contra os dois irmãos.25 Jesus, porém, os chamou e lhes disse: "Sabeis que os chefes das nações as subjugam, e que os grandes as governam com autoridade.26 Não seja assim entre vós. Todo aquele que quiser tornar-se grande entre vós, se faça vosso servo.27 E o que quiser tornar-se entre vós o primeiro, se faça vosso escravo.28 Assim como o Filho do Homem veio, não para ser servido, mas para servir e dar sua vida em resgate por uma multidão".
Palavra da Salvação.
 

Nenhum comentário: