terça-feira, 13 de novembro de 2012


Primeira Leitura: Tito 2, 1-8.11-14
 XXXII SEMANA COMUM

Leitura da carta de  são Paulo a Tito - Caríssimos,1O teu ensinamento, porém, seja conforme à sã doutrina. 2Os mais velhos sejam sóbrios, graves, prudentes, fortes na fé, na caridade, na paciência. 3Assim também as mulheres de mais idade mostrem no seu exterior uma compostura santa, não sejam maldizentes nem intemperantes, mas mestras de bons conselhos.4Que saibam ensinar as jovens a amarem seus maridos, a quererem bem seus filhos, 5a serem prudentes, castas, cuidadosas da casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a palavra de Deus não seja desacreditada. 6Exorta igualmente os moços a serem morigerados, 7e mostra-te em tudo modelo de bom comportamento: pela integridade na doutrina, de ponderação, 8linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário seja confundido, não tendo a dizer de nós mal algum.11Manifestou-se, com efeito, a graça de Deus, fonte de salvação para todos os homens. 12Veio para nos ensinar a renunciar à impiedade e às paixões mundanas e a viver neste mundo com toda sobriedade, justiça e piedade,13na expectativa da nossa esperança feliz, a aparição gloriosa de nosso grande Deus e Salvador, Jesus Cristo, 14que se entregou por nós, a fim de nos resgatar de toda a iniquidade, nos purificar e nos constituir seu povo de predileção, zeloso na prática do bem. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(36)

REFRÃO: A salvação de quem é justo vem de Deus!
1. Espera no Senhor e faze o bem; habitarás a terra em plena segurança. Põe tuas delícias no Senhor, e os desejos do teu coração ele atenderá. - R.
2. O Senhor vela pela vida dos íntegros, e a herança deles será eterna. - R.
3. O Senhor torna firmes os passos do homem e aprova os seus caminhos. - R.
4. Aparta-te do mal e faze o bem, para que permaneças para sempre, - R.
5. Os justos possuirão a terra, e a habitarão eternamente. - R.

Evangelho: Lucas 17, 7-10
 
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas - Naquele tempo,7Qual de vós, tendo um servo ocupado em lavrar ou em guardar o gado, quando voltar do campo lhe dirá: Vem depressa sentar-te à mesa? 8E não lhe dirá ao contrário: Prepara-me a ceia, cinge-te e serve-me, enquanto como e bebo, e depois disto comerás e beberás tu? 9E se o servo tiver feito tudo o que lhe ordenara, porventura fica-lhe o senhor devendo alguma obrigação?10Assim também vós, depois de terdes feito tudo o que vos foi ordenado, dizei: Somos servos como quaisquer outros; fizemos o que devíamos fazer. - Palavra da salvação.

Nenhum comentário: