sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

IV SEMANA DO TEMPO COMUM

Leitura (Eclesiástico 47,2-13)
47 2 Assim como a gordura (da vitamina) se separa da carne, assim foi Davi separado do meio dos israelitas. 3 Ele brincou com os leões como se fossem cordeiros, e tratou os ursos como cordeirinhos. 4 Não foi ele quem, em sua mocidade, matou o gigante, e tirou a vergonha do seu povo? 5 Levantando a mão, com uma pedra de sua funda abateu a insolência de Golias, 6 pois ele invocou o Senhor todo-poderoso, o qual deu à sua destra força para derrubar o temível guerreiro, e para levantar o poder do seu povo. 7 Assim, foi ele festejado por causa (da morte) de dez mil homens. Louvaram-no nas bênçãos do Senhor, e ofereceram-lhe uma coroa de glória,  8 porque ele esmagou os inimigos de todos os lados, exterminou u os filisteus, seus adversários, (como se vê) ainda hoje, e abateu o seu poder para sempre. 9 Fez de todas as suas obras uma homenagem ao Santo e ao Altíssimo com palavras de louvor. 10 Louvor ao Senhor com todo o coração. Amou a Deus que o criou, e lhe deu poder contra seus inimigos. 11 Estabeleceu cantores diante do altar, e compôs suaves melodias para os seus cânticos. 12 Deu esplendor às festividades, e brilho aos dias solenes, até o fim da vida, para que fosse louvado o santo nome do Senhor, e fosse glorificada desde o amanhecer a santidade de Deus. 13 O Senhor purificou-o de seus pecados, engrandeceu o seu poder para sempre, e firmou-lhe, por sua aliança, a realeza e um trono de glória em Israel.
Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 17/18
Louvado seja Deus, meu salvador!

São perfeitos os caminhos do Senhor, sua palavra é provada pelo fogo;
nosso Deus é um escudo poderoso para aqueles que a ele se confiam.

Viva o Senhor! Bendito seja o meu rochedo! E louvado seja Deus, meu salvador!
Por isso, entre as nações, vos louvarei, cantarei salmos, ó Senhor, ao vosso nome.

Concedeis aos vossos rei grandes vitórias e mostrai misericórdia ao vosso ungido,
a Davi e à sua casa para sempre.
Evangelho (Marcos 6,14-29)
6 14 O rei Herodes ouviu falar de Jesus, cujo nome se tornara célebre. Dizia-se: “João Batista ressurgiu dos mortos e por isso o poder de fazer milagres opera nele”. 15 Uns afirmavam: “É Elias!” Diziam outros: “É um profeta como qualquer outro”. 16 Ouvindo isto, Herodes repetia: “É João, a quem mandei decapitar. Ele ressuscitou!” 17 Pois o próprio Herodes mandara prender João e acorrentá-lo no cárcere, por causa de Herodíades, mulher de seu irmão Filipe, com a qual ele se tinha casado. 18 João tinha dito a Herodes: “Não te é permitido ter a mulher de teu irmão”. 19 Por isso Herodíades o odiava e queria matá-lo, não o conseguindo, porém. 20 Pois Herodes respeitava João, sabendo que era um homem justo e santo; protegia-o e, quando o ouvia, sentia-se embaraçado. Mas, mesmo assim, de boa mente o ouvia. 21 Chegou, porém, um dia favorável em que Herodes, por ocasião do seu natalício, deu um banquete aos grandes de sua corte, aos seus oficiais e aos principais da Galiléia. 22 A filha de Herodíades apresentou-se e pôs-se a dançar, com grande satisfação de Herodes e dos seus convivas. Disse o rei à moça: “Pede-me o que quiseres, e eu to darei”. 23 E jurou-lhe: “Tudo o que me pedires te darei, ainda que seja a metade do meu reino”. 24 Ela saiu e perguntou à sua mãe: “Que hei de pedir?” E a mãe respondeu: “A cabeça de João Batista”. 25 Tornando logo a entrar apressadamente à presença do rei, exprimiu-lhe seu desejo: “Quero que sem demora me dês a cabeça de João Batista”. 26 O rei entristeceu-se; todavia, por causa da sua promessa e dos convivas, não quis recusar. 27 Sem tardar, enviou um carrasco com a ordem de trazer a cabeça de João. Ele foi, decapitou João no cárcere, 28 trouxe a sua cabeça num prato e a deu à moça, e esta a entregou à sua mãe. 29 Ouvindo isto, os seus discípulos foram tomar o seu corpo e o depositaram num sepulcro.
Palavra da Salvação.

Nenhum comentário: