quarta-feira, 11 de junho de 2014

SÃO BARNABÉ
APÓSTOLO
(Vermelho, Prefácio dos Apóstolos – Ofício da Memória)

Leitura (Atos 11,21- 26; 13,1-3)
Naqueles dias, 11 21 A mão do Senhor estava com eles e grande foi o número dos que receberam a fé e se converteram ao Senhor. 22 A notícia dessas coisas chegou aos ouvidos da Igreja de Jerusalém. Enviaram então Barnabé até Antioquia. 23 Ao chegar lá, alegrou-se, vendo a graça de Deus, e a todos exortava a perseverar no Senhor com firmeza de coração, 24 pois era um homem de bem e cheio do Espírito Santo e de fé. Assim uma grande multidão uniu-se ao Senhor. 25 Em seguida, partiu Barnabé para Tarso, à procura de Saulo. Achou-o e levou-o para Antioquia. 26 Durante um ano inteiro eles tomaram parte nas reuniões da comunidade e instruíram grande multidão, de maneira que em Antioquia é que os discípulos, pela primeira vez, foram chamados pelo nome de cristãos. 13 1 Havia então na Igreja de Antioquia profetas e doutores, entre eles Barnabé, Simão, apelidado o Negro, Lúcio de Cirene, Manaém, companheiro de infância do tetrarca Herodes, e Saulo. 2 Enquanto celebravam o culto do Senhor, depois de terem jejuado, disse-lhes o Espírito Santo: "Separai-me Barnabé e Saulo para a obra a que os tenho destinado". 3 Então, jejuando e orando, impuseram-lhes as mãos e os despediram.
Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 97/98
O Senhor fez conhecer seu poder salvador
E, às nações, sua justiça.


Cantai ao Senhor Deus um canto novo, Porque ele fez prodígios!
Sua mão e o seu braço forte e santo Alcançaram-lhe a vitória.


O Senhor fez conhecer a salvação E, às nações, sua justiça;
Recordou o seu amor sempre fiel Pela casa de Israel!


Os confins do universo contemplam A salvação do nosso Deus.
Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, Alegrai-vos e exultai!


Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa  E da cítara suave!
Aclamai, com os clarins e as trombetas, Ao Senhor, o nosso rei!
 
Evangelho (Mt 10,7-13)
Naquele tempo, disse Jesus aos seus discípulos: 107 "Por onde andardes, anunciai que o Reino dos céus está próximo. 8 Curai os doentes, ressuscitai os mortos, purificai os leprosos, expulsai os demônios. Recebestes de graça, de graça dai! 9 Não leveis nem ouro, nem prata, nem dinheiro em vossos cintos, 10 nem mochila para a viagem, nem duas túnicas, nem calçados, nem bastão; pois o operário merece o seu sustento. 11 Nas cidades ou aldeias onde entrardes, informai-vos se há alguém ali digno de vos receber; ficai ali até a vossa partida. 12 Entrando numa casa, saudai-a: ‘Paz a esta casa’. 13 Se aquela casa for digna, descerá sobre ela vossa paz; se, porém, não o for, vosso voto de paz retornará a vós".
Palavra da Salvação.

Nenhum comentário: