segunda-feira, 30 de setembro de 2013


São Jerônimo 
Comemoramos no dia 30, São Jerônimo, que nasceu na cidade de Estrido, Dalmácia por volta do ano 340. Em Roma estudou gramática, retórica e filosofia dentre muitos outros cursos. Foi um dos grandes escritores de seu tempo. Capaz de pensar em latim, grego e hebraico, escritor de estilo rico, puro e robusto ao mesmo tempo. 
Romano de formação converteu-se ao cristianismo e decidiu tornar-se monge. Partiu para a Síria e entregou-se a uma vida de penitência e oração. Convenceu-se, no entanto de que sua verdadeira vocação era servir a Igreja como escritor. Procurou então conciliar a vida monástica com o ofício de escrever.
Sua dedicação total aos estudos, reflexão e autodisciplina deram um grande fruto para a Igreja, propiciaram a tradução dos textos originais da Sagrada Escritura para o latim do Antigo e do Novo Testamento, que se tornou, com o título de Vulgata, a Bíblia oficial do Cristianismo. São Jerônimo recebe o título de Doutor da Igreja e de "Doutor Máximo das escrituras".
Infelizmente, aqui no Brasil, algumas seitas usam indevidamente sob um "sincretismo" a imagem de São Jerônimo, enganando e fazendo o povo acreditar que um de seus falsos deuses/espíritos se apresentam na forma de São Jerônimo.

Santa Terezinha 
"Não quero ser Santa pela metade, escolho tudo".
Francesinha, que nasceu em Aliçon 1873, e morreu no ano de 1897. Santa Terezinha não só descobriu no coração da Igreja que sua vocação era o amor, mas sabia que o seu coração - e o de todos nós - foi feito para amar. Terezinha entrou com 15 anos no Mosteiro das Carmelitas, com a autorização do Papa e sua vida passou na humildade, simplicidade e confiança plena em Deus.
Todos os gestos e sacrifícios, do menor ao maior, oferecia a Deus, pela salvação das almas, e na intenção da Igreja. Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face esteve como criança para o pai, livre igual a um brinquedo aos cuidados do Menino Jesus, e tomada pelo Espírito de amor, que a ensinou a pequena via da infância espiritual.
O mais profundo desejo do coração de Terezinha era ter sido missionária "desde a criação do mundo, até a consumação dos séculos". Sua vida nos deixou como proposta, selada na autobiografia "História de uma alma", e como intercessora dos missionários sacerdotes e pecadores que não conheciam Jesus, continua ainda hoje, vivendo o Céu, fazendo o bem aos da terra.
Proclamada principal padroeira das missões em 1927, padroeira secundária da França em 1944, e Doutora da Igreja, que nos ensina o caminho da santidade pela humildade em 1997, na data do seu centenário. ela mesma testemunha que a primeira palavra que leu sozinha foi: " céus "; agora a última sua entrada nesta morada, pois exclamou : " meu Deus, eu vos amo...eu vos amo ".
ORAÇÃO PELOS MISSIONÁRIOS
Ó Santa Teresinha, 
sois exemplo de simplicidade e de humildade
e sempre vos colocastes nas mãos do Pai.
Intercedei junto a Deus para que os homens compreendam o vosso caminho,
que leva ao Céu,
para que vencendo o egoísmo e o orgulho,
possam construir um mundo melhor 
e conquistem os povos para o Reino de Cristo pelo amor, justiça e paz.
Fazei com que os homens compreendam a mensagem do Evangelho
e sejam atraídos a viverem o ideal cristão do amor
pelo espírito de desapego e doação.
Santa Teresinha do Menino Jesus, padroeira das missões,
rogai por nós e protegei os missionários. 
Amém.

Nenhum comentário: