sábado, 21 de janeiro de 2012

Primeira Leitura: 2º Samuel 1, 1-4.11-12.19.23-27


Naqueles dias 1Depois da morte de Saul, Davi voltou da derrota dos amalecitas, e esteve dois dias em Siceleg. 2Ao terceiro dia, apareceu um homem que vinha do acampamento de Saul; trazia as vestes rasgadas e a cabeça coberta de pó. Chegando perto de Davi, jogou-se por terra, prostrando-se. 3Davi disse-lhe: De onde vens? Salvei-me do acampamento de Israel, respondeu ele. 4Que aconteceu?, perguntou Davi. Conta-mo! Ele respondeu: As tropas fugiram do campo de batalha, e muitos homens do exército tombaram. Saul também, e seu filho Jônatas, pereceram! 11Então tomou Davi as suas vestes e rasgou-as, imitando-o nesse gesto todos os que estavam com ele. 12Estiveram em pranto, choraram e jejuaram até a tarde por causa de Saul, de seu filho Jônatas, do exército do Senhor e da casa de Israel, que haviam caído sob a espada. 19Tua flor, Israel, pereceu nas alturas! Como tombaram os heróis?23Saul e Jônatas, amáveis e encantadores, nunca se separaram, nem na vida nem na morte, mais velozes do que as águias, mais fortes do que os leões!24Filhas de Israel, chorai por Saul, que vos vestia de púrpura suntuosa, e ornava de ouro vossos vestidos. 25Como caíram os heróis? Em pleno combate Jônatas tombou sobre as tuas colinas. 26Jônatas, meu irmão, por tua causa meu coração me comprime! Tu me eras tão querido! Tua amizade me era mais preciosa que o amor das mulheres. 27Como caíram os heróis? Como pereceram os artilheiros de guerra?


Salmo Responsorial(79)


REFRÃO: Resplandecei a vossa face, e nós seremos salvos!.

1. Escutai, ó pastor de Israel, vós que levais José como um rebanho. Vós que assentais acima dos querubins, mostrai vosso esplendor em presença de Efraim, Benjamim e Manassés. Despertai vosso poder, e vinde salvar-nos. - R.

2. Ó Deus dos exércitos, até quando vos irritareis contra o vosso povo em oração? Vós o nutristes com o pão das lágrimas, e o fizestes sorver um copioso pranto. Vós nos tornastes uma presa disputada dos vizinhos: os inimigos zombam de nós. - R.



Evangelho: Marcos 3, 20-21


Naquele tempo,20Dirigiram-se em seguida a uma casa. Aí afluiu de novo tanta gente, que nem podiam tomar alimento. 21Quando os seus o souberam, saíram para o reter; pois diziam: "Ele está fora de si."

Nenhum comentário: