sexta-feira, 19 de novembro de 2010


Primeira Leitura: Apocalipse 10, 8-11

8Então a voz que ouvi do céu falou-me de novo, e disse: Vai e toma o pequeno livro aberto da mão do anjo que está em pé sobre o mar e a terra. 9Fui eu, pois, ter com o anjo, dizendo-lhe que me desse o pequeno livro. E ele me disse: Toma e devora-o! Ele te será amargo nas entranhas, mas, na boca, doce como o mel. 10Tomei então o pequeno livro da mão do anjo e o comi. De fato, em minha boca tinha a doçura do mel, mas depois de o ter comido, amargou-me nas entranhas. 11Então foi-me explicado: Urge que ainda profetizes de novo a numerosas nações, povos, línguas e reis.

Salmo Responsorial(118)

Como é doce ao paladar vossa palavra, ò Senhor.

1. Seguindo vossa lei, me rejubilo / muito mais do que em todas as reiquezas. -R.

2. Minha alegria é a vossa aliança, / meus conselheiros são os vossos mandamentos.-R.

3. A lei de vossa boca, para mim, / vale mais do que milhões em ouro e prata.

4. Como é doce ao paladar vossa palavra, / muito mais doce do que o mel na minha boca!

5. Vossa palavra é minha herança para sempre, / porque ela é que me alegra o coração!-R.

6. Abro a boca e aspiro largamente, / pois estou ávido de vossos mandamentos.-R.

Evangelho: Lucas 19, 45-48

45Em seguida, entrou no templo e começou a expulsar os mercadores. 46Disse ele: Está escrito: A minha casa é casa de oração! Mas vós a fizestes um covil de ladrões (Is 56,7; Jr 7,11). 47Todos os dias ensinava no templo. Os príncipes dos sacerdotes, porém, os escribas e os chefes do povo procuravam tirar-lhe a vida. 48Mas não sabiam como realizá-lo, porque todo o povo ficava suspenso de admiração, quando o ouvia falar.

Nenhum comentário: