sexta-feira, janeiro 28, 2011

NOTA DE FALECIMENTO

Faleceu Ontem na cidade do Rio de Janeiro a Irmã Alzira que trabalhou aqui conosco na cidade de Itapetinga, ela era das Irmãs do Cenáculo

Primeira Leitura: Hebreus 10, 32-39

(branco S. Tomás de Aquino PresbDr, memória )


Irmãos, 32Lembrai-vos dos dias de outrora, logo que fostes iluminados. Quão longas e dolorosas lutas sustentastes.33Seja tornando-vos alvo de toda espécie de opróbrios e humilhações, seja tomando moralmente parte nos sofrimentos daqueles que os tiveram que suportar. 34Não só vos compadecestes dos encarcerados, mas aceitastes com alegria a confiscação dos vossos bens, pela certeza de possuirdes riquezas muito melhores e imperecíveis. 35Não percais esta convicção a que está vinculada uma grande recompensa, 36pois vos é necessária a perseverança para fazerdes a vontade de Deus e alcançardes os bens prometidos. 37Ainda um pouco de tempo - sem dúvida, bem pouco -, e o que há de vir virá e não tardará. 38Meu justo viverá da fé. Porém, se ele desfalecer, meu coração já não se agradará dele (Hab 2,3s). 39Não somos, absolutamente, de perder o ânimo para nossa ruína; somos de manter a fé, para nossa salvação! - Palavra do Senhor.


Salmo Responsorial(36)


REFRÃO: A salvação de quem é justo, vem de Deus!

1. Espera no Senhor e faze o bem; habitarás a terra em plena segurança. Põe tuas delícias no Senhor, e os desejos do teu coração ele atenderá. - R.

2. Confia ao Senhor a tua sorte, espera nele, e ele agirá. Como a luz, fará brilhar a tua justiça; e como o sol do meio-dia, o teu direito. - R.

3. O Senhor torna firmes os passos do homem e aprova os seus caminhos. Ainda que caia, não ficará prostrado, porque o Senhor o sustenta pela mão. - R.

4. Vem do Senhor a salvação dos justos, que é seu refúgio no tempo da provocação. O Senhor os ajuda e liberta; arranca-os dos ímpios e os salva, porque se refugiam nele. - R.


Evangelho: Marcos 4, 26-34


Naquele tempo, 26Jesus dizia também: O Reino de Deus é como um homem que lança a semente à terra. 27Dorme, levanta-se, de noite e de dia, e a semente brota e cresce, sem ele o perceber. 28Pois a terra por si mesma produz, primeiro a planta, depois a espiga e, por último, o grão abundante na espiga. 29Quando o fruto amadurece, ele mete-lhe a foice, porque é chegada a colheita. 30Dizia ele: A quem compararemos o Reino de Deus? Ou com que parábola o representaremos? 31É como o grão de mostarda que, quando é semeado, é a menor de todas as sementes. 32Mas, depois de semeado, cresce, torna-se maior que todas as hortaliças e estende de tal modo os seus ramos, que as aves do céu podem abrigar-se à sua sombra. 33Era por meio de numerosas parábolas desse gênero que ele lhes anunciava a palavra, conforme eram capazes de compreender. 34E não lhes falava, a não ser em parábolas; a sós, porém, explicava tudo a seus discípulos.

Santo do Dia

Tomás de Aquino

Era, sem dúvida, a hora sazonada para as grandes sínteses: a síntese artística que é a catedral gótica; síntese poética da Divina Comédia; a síntese política do regime representativo - "Rex et regnum" - , que então nascia com as Cortes e os Parlamentos; e a síntese teológico-filosófica das grandes "summas".

Na revolução intelectual, havia o precedente do "renascimento científico" do século XII - um dos muitos renascimentos que de século em século precederam ao denominado Renascimento, Isto não quer dizer que o ambiente para a grande obra de Tomás de Aquino fosse propício, nem sequer pacífico. As mais acerbas controvérsias acompanharam constantemente seu labor de magistério e de pesquisador. Podemos lembrar, como exemplo, a violenta polêmica entre regulares e seculares que marcou seus primeiros anos de professorado na universidade de Paris, e, sobretudo, a mortal oposição de averroístas e antiaverroístas.

A curta vida de Sto. Tomás (1225-1274) não foi, de modo algum, tranqüila, como poderia faze-nos pensar a magnitude de sua obra. Viajou continuamente e desempenhou variadas funções: professor universitário, consultor de sua ordem junto à corte pontifícia para assuntos de governo e disciplina, pregador oficial...

Em meio a essas viagens e ocupações, lia meditava e redigia suas obras: Comentários à Sagrada Escritura, Comentários ao Mestre das Sentenças, De Trinitate e De Veritate, Summa contra gentes, Quaestiones Disputatae etc. e, sobretudo, a Summa Theologica, uma das obras fundamentais do pensamento humano, que marcou o rumo da orientação filosófico-teológica da Igreja durante meio milênio.

Sto. Tomás aparece assim como um dos grandes elaboradores do pensamento cristão. O esforço realizado pelos padres, de incorporação de cultura clássica á mensagem cristã, foi completado por Sto. Tomás no campo filosófico enxertando a filosofia recional de Aristótoles (expressão até esse momento do paganismo irreconciliável com a fé) em seu sistema teológico. Este mesmo esforço de assimilação cristã de um pensamento alheio ou hostil é o que tentaria no século XX Teilhard de Chardin com o pensamento moderno, imbuído da ciência experimental.

Pra realizar a união tão perfeita de atividade e reflexão, o caráter de Santo Tomás foi, como o qualificou seu primeiro biógrafo, "miro modo contemplativus". A inteligência, uma afetividade profunda e a paz interior são as notas mais marcantes da vida e da obra de Tomás de Aquino.

É o padroeiro das faculdades católicas.

quinta-feira, janeiro 27, 2011

Santo do Dia

Santa Ângela de Mérici

No caminho de integração da mulher na ação apostólica e no serviço da sociedade, Ângela de Mérici (1474-1540) deve ser considerada uma verdadeira inovadora. Em 1535 fundou em Brescia a congregação das Ursulinas, uma instituição completamente nova, dedicada ao ensino das moças. Pelas finalidades que a inspiravam, essa instituição vinha alargar radicalmente as concepções em vigor sobre a vida religiosa.

A congregação das Ursulinas tinha como objetivo a "formação cristã das futuras mães de família, abrindo-as para as necessidades de sua geração, concepção muito original em sua época, que apenas concebia a educação cristã da moça atrás das grades de um claustro".

Igualmente criativa se manisfestava a instituição em sua organização interna. A vida religiosa para as mulheres era concebida até então como uma separação total do mundo, protegida pela clausura, sendo a oração e a panitência os meios específicos com que a religiosa deveria contribuir ao crescimento da Igreja (é bem verdade que desde o século anterior havia tentativas de harmonizar a vida religiosa feminina com o serviço aos doentes).

As Ursulinas, pelo contrário, segundo a concepção de sua fundadora, deviam ser uma associação de virgens que permaneciam em parte no seio de suas famílias e não pronunciavam votos especiais, embora se obrigassem a seguir uma regra de vida e obedecer a uma superiora. Era, na realidade, uma sociedade de vida de perfeição, mas não uma congregação religiosa.

Sob a direção de Ãngela, eleita superiora geral no capítulo de 1537, a associação desenvolvel uma natável atividade na instrução, visita aos enfermos e outras formas de caridade.

Mas a sucessora de Ângela introduziu uma modificação restritiva: adotou um hábito especial. Pouco depois, Carlos Borromeu e o papa Gregório XIII acrescentavam a vida comum e os votos simples; e Paulo V, finalmente, concedeu os votos solenes e a clausura.

quarta-feira, janeiro 26, 2011

Santo do Dia

Timóteo e Tito

Seus nomes estão associados aos primeiros passos da Igreja no mundo.


Paulo tinha predileção por eles, pois o serviram fielmente. A fim de que desempenhassem melhor os seus trabalhos, o Apóstolo lhes escreve três cartas, que hoje figuram no Novo Testamento.

Timóteo era natural de Listra de Licaônia. Seu pai era gentio e sua mâe, Judia. Timóteo foi educado na lei de Moisés e , provavelmente, Paulo o batizou durante sua primeira estada em Listra. A partir de então, timóteo acompanhará a Paulo em suas Viagens apostólicas pelo Oriente. Finalmente, o Apóstolo o chama a Roma, para que o assista em seus últimos momentos, pois já sente a proximidade do martírio. Quando vier, escreve Paulo a Timóteo, "traga a capa que deixei em Troâde, em casa de Carpo". Apóstolo sente o frio da solidão: "todos em abandonaram!", e entrega a Timóteo a missão da pregação e da evangelização.

Timóteo foi bispo de Éfeso, onde provavelmente morreu martirizado em 95 d.C.

Quando a Tito, Paulo o Chamava de meu verdadeiro filho segundo a fé comum. Ignoramos seu nascimento. Pode ter sido antioqueno ou grego. Porém, sabemos com certeza que estava junto ao Apóstolo em sua famosa viagem a Jerusalém. Ali, Paulo se nega a permitir que circuncidem a Tito, com símbolo da liberdade diante da lei de Moisés, já cumprida por Jesus Cristo em favor dos gentios. A tradição reza ter sido Tito o primeiro bispo de Creta.

O Novo Testamento conserva duas cartas de Paulo a Timóteo e uma a Tito, nas quais lhes transmite instruções sobre a evangelização dos judeus e pagãos e sobre como devem fazer para melhor pregar o Evangelho.

terça-feira, janeiro 25, 2011


Primeira Leitura: Atos dos Apóstolos 22, 3-16


Naqueles dias, 3Paulo disse ao povo: Eu sou judeu, nasci em Tarso da Cilícia, mas criei-me nesta cidade, instruí-me aos pés de Gamaliel, em toda a observância da lei de nossos pais, partidário entusiasta da causa de Deus como todos vós também o sois no dia de hoje.4Eu persegui de morte essa doutrina, prendendo e metendo em cárceres homens e mulheres. 5O sumo sacerdote e todo o conselho dos anciãos me são testemunhas. E foi deles que também recebi cartas para os irmãos de Damasco, para onde me dirigi, com o fim de prender os que lá se achassem e trazê-los a Jerusalém, 6Ora, estando eu a caminho, e aproximando-me de Damasco, pelo meio-dia, de repente me cercou uma grande luz do céu. 7Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?8Eu repliquei: Quem és tu, Senhor? A voz me disse: Eu sou Jesus de Nazaré, a quem tu persegues. 9Os meus companheiros viram a luz, mas não ouviram a voz de quem falava. 10Então eu disse: Senhor, que devo fazer? E o Senhor me respondeu: Levanta-te, vai a Damasco e lá te será dito tudo o que deves fazer. 11Como eu não pudesse ver por causa da intensidade daquela luz, guiado pela mão dos meus companheiros, cheguei a Damasco. 12Um certo Ananias, homem piedoso e observador da lei, muito bem conceituado entre todos os judeus 13veio ter comigo e disse-me: Irmão Saulo, recobra a tua vista. Naquela mesma hora pude enxergá-lo. 14Continuou ele: O Deus de nossos pais te predestinou para que conhecesses a sua vontade, visses o Justo e ouvisses a palavra da sua boca, 15pois lhe serás, diante de todos os homens, testemunha das coisas que tens visto e ouvido. 16E agora, por que tardas? Levanta-te. Recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o seu nome.


Salmo Responsorial(116)

REFRÃO: Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.

1. Aleluia. Louvai ao Senhor todas as nações, louvai-o todos os povos, porque sem limites é a sua misericórdia para conosco, e eterna a fidelidade do Senhor. - R.



Evangelho: Marcos 16, 15-18


Naquele tempo,15Jesus se manifestou aos doze discípulos e disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. 16Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. 17Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas,18manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados.

segunda-feira, janeiro 24, 2011


Primeira Leitura: Hebreus 9, 15.24-28


15Por isso ele é mediador do novo testamento. Pela sua morte expiou os pecados cometidos no decorrer do primeiro testamento, para que os eleitos recebam a herança eterna que lhes foi prometida. 24Eis por que Cristo entrou, não em santuário feito por mãos de homens, que fosse apenas figura do santuário verdadeiro, mas no próprio céu, para agora se apresentar intercessor nosso ante a face de Deus. 25E não entrou para se oferecer muitas vezes a si mesmo, como o pontífice que entrava todos os anos no santuário para oferecer sangue alheio. 26Do contrário, lhe seria necessário padecer muitas vezes desde o princípio do mundo; quando é certo que apareceu uma só vez ao final dos tempos para destruição do pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo, 28assim Cristo se ofereceu uma só vez para tomar sobre si os pecados da multidão, e aparecerá uma segunda vez, não porém em razão do pecado, mas para trazer a salvação àqueles que o esperam.


Salmo Responsorial(97)


REFRÃO: Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios!

1. Cantai ao Senhor um cântico novo, porque ele operou maravilhas. Sua mão e seu santo braço lhe deram a vitória. - R.

2. O Senhor fez conhecer a sua salvação. Manifestou sua justiça à face dos povos. Lembrou-se de sua bondade e de sua fidelidade em favor da casa de Israel. - R.

3. Lembrou-se de sua bondade e de sua fidelidade em favor da casa de Israel. Os confins da terra puderam ver a salvação de nosso Deus. Aclamai o Senhor, povos todos da terra; regozijai-vos, alegrai-vos e cantai. - R.

4. porque o Senhor é bom, sua misericórdia é eterna e sua fidelidade se estende de geração em geração. - R.


Evangelho: Marcos 3, 22-30


Naquele tempo,22Também os escribas, que haviam descido de Jerusalém, diziam: "Ele está possuído de Beelzebul: é pelo príncipe dos demônios que ele expele os demônios." 23Mas, havendo-os convocado, dizia-lhes em parábolas: "Como pode Satanás expulsar a Satanás? 24Pois, se um reino estiver dividido contra si mesmo, não pode durar. 25E se uma casa está dividida contra si mesma, tal casa não pode permanecer. 26E se Satanás se levanta contra si mesmo, está dividido e não poderá continuar, mas desaparecerá. 27Ninguém pode entrar na casa do homem forte e roubar-lhe os bens, se antes não o prender; e então saqueará sua casa. 28"Em verdade vos digo: todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, mesmo as suas blasfêmias; 29mas todo o que tiver blasfemado contra o Espírito Santo jamais terá perdão, mas será culpado de um pecado eterno." 30Jesus falava assim porque tinham dito: "Ele tem um espírito imundo."

domingo, janeiro 23, 2011


Primeira Leitura: Isaías 8, 23.9,3


23bNo tempo passado o Senhor humilhou a terra de Zabulon e a terra de Neftali;
mas recentemente cobriu de glória o caminho do mar, do além-Jordão e da Galiléia das nações.9,1O povo, que andava na escuridão, viu uma grande luz; para os que habitavam nas sombras da morte, uma luz resplandeceu.2Fizeste crescer a alegria, e aumentaste a felicidade; todos se regozijam em tua presença como alegres ceifeiros na colheita, ou como exaltados guerreiros ao dividirem os despojos. 3Pois o jugo que oprimia o povo,- a carga sobre os ombros, o orgulho dos fiscais - tu os abateste como na jornada de Madió.

Salmo Responsorial (26)


REFRÃO: O Senhor é minha luz e salvação. O Senhor é a proteção da minha vida.

1. De Davi. O Senhor é minha luz e minha salvação, a quem temerei? O Senhor é o protetor de minha vida, de quem terei medo? - R.

2. Uma só coisa peço ao Senhor e a peço incessantemente: é habitar na casa do Senhor todos os dias de minha vida, para admirar aí a beleza do Senhor e contemplar o seu santuário. - R.

3. Sei que verei os benefícios do Senhor na terra dos vivos! Espera no Senhor e sê forte! Fortifique-se o teu coração e espera no Senhor! - R.


Segunda Leitura: 1º Coríntios 1, 10-13.17


10Rogo-vos, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que todos estejais em pleno acordo e que não haja entre vós divisões. Vivei em boa harmonia, no mesmo espírito e no mesmo sentimento. 11Pois acerca de vós, irmãos meus, fui informado pelos que são da casa de Cloé, que há contendas entre vós. 12Refiro-me ao fato de que entre vós se usa esta linguagem: Eu sou discípulo de Paulo; eu, de Apolo; eu, de Cefas; eu, de Cristo. 13Então estaria Cristo dividido? É Paulo quem foi crucificado por vós? É em nome de Paulo que fostes batizados?17Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar o Evangelho; e isso sem recorrer à habilidade da arte oratória, para que não se desvirtue a cruz de Cristo.


Evangelho: Mateus 4, 12-23


12Quando, pois, Jesus ouviu que João fora preso, retirou-se para a Galiléia. 13Deixando a cidade de Nazaré, foi habitar em Cafarnaum, à margem do lago, nos confins de Zabulon e Neftali, 14para que se cumprisse o que foi dito pelo profeta Isaías: 15A terra de Zabulon e de Neftali, região vizinha ao mar, a terra além do Jordão, a Galiléia dos gentios, 16este povo, que jazia nas trevas, viu resplandecer uma grande luz; e surgiu uma aurora para os que jaziam na região sombria da morte (Is 9,1). 17Desde então, Jesus começou a pregar: Fazei penitência, pois o Reino dos céus está próximo. 18Caminhando ao longo do mar da Galiléia, viu dois irmãos: Simão (chamado Pedro) e André, seu irmão, que lançavam a rede ao mar, pois eram pescadores. 19E disse-lhes: Vinde após mim e vos farei pescadores de homens. 20Na mesma hora abandonaram suas redes e o seguiram. 21Passando adiante, viu outros dois irmãos: Tiago, filho de Zebedeu, e seu irmão João, que estavam com seu pai Zebedeu consertando as redes. Chamou-os, 22e eles abandonaram a barca e seu pai e o seguiram. 23Jesus percorria toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas, pregando o Evangelho do Reino, curando todas as doenças e enfermidades entre o povo.

terça-feira, janeiro 18, 2011


Primeira Leitura: Hebreus 6, 10-20


Irmãos, 10Deus não é injusto e não esquecerá vossas obras e a caridade que mostrastes por amor de seu nome, vós que servistes e continuais a servir os santos. 11Desejamos, apenas, que ponhais todo o empenho em guardar intata a vossa esperança até o fim, 12e que, longe de vos tornardes negligentes, sejais imitadores daqueles que pela fé e paciência se tornam herdeiros das promessas. 13Quando Deus fez a promessa a Abraão, como não houvesse ninguém maior por quem jurar, jurou por si mesmo, 14dizendo: Em verdade eu te abençoarei, e multiplicarei a tua posteridade (Gn 22,16s). 15E Abraão, esperando com paciência, alcançou a realização da promessa. 16Os homens, com efeito, juram por quem é maior do que eles, e o juramento serve de garantia e põe fim a toda controvérsia. 17Por isso, querendo Deus mostrar mais seguramente aos herdeiros da promessa a imutabilidade da sua resolução, interpôs o juramento. 18Por este ato duplamente irrevogável, pelo qual o próprio Deus se proibia de desdizer-se, encontramos motivo de profunda consolação, nós que pusemos nossa perspectiva em alcançar a esperança proposta.19Esperança esta que seguramos qual âncora de nossa alma, firme e sólida, e que penetra até além do véu, no santuário 20onde Jesus entrou por nós como precursor, Pontífice eterno, segundo a ordem de Melquisedec.

Salmo Responsorial(110)


REFRÃO: O Senhor se lembra sempre da Aliança.
ou Aleluia, aleluia, aleluia.

1. Louvarei o Senhor de todo o coração, na assembléia dos justos e em seu conselho. Grandes são as obras do Senhor, dignas de admiração de todos os que as amam. - R.

2. Memoráveis são suas obras maravilhosas; o Senhor é clemente e misericordioso. Aos que o temem deu-lhes o sustento; lembrar-se-á eternamente da sua aliança. - R.

3. Enviou a seu povo a redenção, concluiu com ele uma aliança eterna. Santo e venerável é o seu nome. O temor do Senhor é o começo da sabedoria; sábios são aqueles que o adoram. Sua glória subsiste eternamente. - R.


Evangelho: Marcos 2, 23-28


23Num dia de sábado, o Senhor caminhava pelos campos e seus discípulos, andando, começaram a colher espigas. 24Os fariseus observaram-lhe: "Vede! Por que fazem eles no sábado o que não é permitido?" Jesus respondeu-lhes:25"Nunca lestes o que fez Davi, quando se achou em necessidade e teve fome, ele e os seus companheiros? 26Ele entrou na casa de Deus, sendo Abiatar príncipe dos sacerdotes, e comeu os pães da proposição, dos quais só aos sacerdotes era permitido comer, e os deu aos seus companheiros." 27E dizia-lhes: "O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado;28e, para dizer tudo, o Filho do homem é senhor também do sábado."