segunda-feira, outubro 07, 2013

Festa de São Francisco

Confira as fotos do encerramento da festa em louvor à São Francisco, realizada no ultimo domingo, onde estiveram presentes o Pe. Josué, Diácono Zezinho e Diácono Miranda.

 
 
 
 




 
 
 
 
 
 


Nossa Senhora do Rosário 
Diz uma lenda que Nossa Senhora apareceu a São Domingos de Gusmão, fundador da ordem dominicana, e lhe ensinou a rezar o Rosário. Ele seria uma arma da fé para lutar contra os inimigos do cristianismo, em todos os tempos, mas especialmente naquele momento contra a heresia albigesa, do extinto povo cátaro. Assim ele aprendeu, rezou e venceu. Foi aí que nasceu a prática da oração do Rosário, como devoção a Maria, por sua participação nos mistérios da vinda do Filho de Deus. 
Mas o objeto da recitação, o terço, que a partir do Papa João Paulo II, passou para quatro, já era conhecido nos tempos mais antigos da História da Igreja Católica. Religiosos de séculos atrás usavam pedrinhas para contar as orações. Foi então que São Beda sugeriu a adoção de vários grãos enfiados num barbante, facilitando o manuseio, transporte, sem perder a concentração. 
O Rosário tem o significado de uma guirlanda de rosas oferecida a Nossa Senhora. Na Idade Média, os vassalos homenageavam seus senhores com coroas de flores e o profundo amor que dedicavam a Maria os fez homenageá-la com a mesma distinção, com uma coroa de rosas de oração. 
Foram os frades dominicanos que tiveram o mérito de disseminar a devoção ao Rosário, que passou a ser a forma de oração mais popular entre as famílias religiosas, à noite, em casa. Ele é formado pelas duas orações básicas do catolicismo: o "Pai Nosso", ensinado pelo próprio Jesus Cristo, e a "Ave Maria", nascida da Anunciação feita pelo Anjo Gabriel a Virgem Maria e das palavras de sua prima Santa Isabel. 
Enquanto se reza, ele nos leva à meditar sobre os mistérios da vinda do Filho de Deus entre nós, isto é: anunciação, nascimento, vida, paixão e morte e ressurreição de Jesus Cristo. Ao todo são quinze momentos especiais da vida de Maria e de Jesus, contemplados pelo devoto ao rezar o Rosário, em conjunto ou individualmente. 
A festa exclusiva do Rosário foi instituída pelo Papa Pio V, para lembrar a vitória alcançada na batalha do rio Lepanto, no dia 07 de outubro de 1571, contra a frota dos tucos muçulmanos. Momento delicado por que passou a Igreja, apenas vencido graças a intercessão de Nossa Senhora. A celebração era feita por toda a Igreja, mas não numa mesma data, estabelecida definitivamente no dia 07 de outubro pelo Papa Pio X, em 1913. 
Além disto, com a reforma do calendário litúrgico de 1960 a "Festa do Santíssimo Rosário" como era chamada, passou a ser o dia da comemoração de "Nossa Senhora do Rosário" e, o mês de outubro dedicado ao Rosário e a todas as missões apostólicas.
NOSSA SENHORA DO ROSÁRIOPrimeira Leitura: Atos dos Apóstolos 1, 12-14
Leitura dos Atos dos Apóstolos - Depois que Jesus subiu ao Céu,12Voltaram eles então para Jerusalém do monte chamado das Oliveiras, que fica perto de Jerusalém, distante uma jornada de sábado. 13Tendo entrado no cenáculo, subiram ao quarto de cima, onde costumavam permanecer. Eram eles: Pedro e João, Tiago, André, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Mateus, Tiago, filho de Alfeu, Simão, o Zelador, e Judas, irmão de Tiago. 14Todos eles perseveravam unanimemente na oração, juntamente com as mulheres, entre elas Maria, mãe de Jesus, e os irmãos dele. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(Lc 1)
REFRÃO: O poderoso fez por mim maravilhas, e Santo é o seu nome.
1.
 A minh’alma engrandece ao Senhor, e se alegrou o meu espírito em Deus, meu Salvador. -R.
2.
 Pois ele viu a pequenez de sua serva, desde agora as gerações hão de chamar-me de bendita. O Poderoso fez por mim maravilhas e Santo é o seu nome! -R.
3.
 Seu amor, de geração em geração, chega a todos que o respeitam. Demonstrou o poder de seu braço, dispersou os orgulhosos. -R
4. 
Derrubou os poderosos de seus tronos e os humildes exaltou. De bens saciou os famintos e despediu, sem nada, os ricos. -R.
5.
 Acolheu Israel, seu servidor, fiel ao seu amor, como havia prometido aos nossos pais, em favor de Abraão e de seus filhos, para sempre. -R.

Evangelho: Lucas 1, 26-38


Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas - Naquele tempo,26No sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galiléia, chamada Nazaré, 27a uma virgem desposada com um homem que se chamava José, da casa de Davi e o nome da virgem era Maria.28Entrando, o anjo disse-lhe: Ave, cheia de graça, o Senhor é contigo.29Perturbou-se ela com estas palavras e pôs-se a pensar no que significaria semelhante saudação. 30O anjo disse-lhe: Não temas, Maria, pois encontraste graça diante de Deus. 31Eis que conceberás e darás à luz um filho, e lhe porás o nome de Jesus. 32Ele será grande e chamar-se-á Filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de seu pai Davi; e reinará eternamente na casa de Jacó, 33e o seu reino não terá fim. 34Maria perguntou ao anjo: Como se fará isso, pois não conheço homem? 35Respondeu-lhe o anjo: O Espírito Santo descerá sobre ti, e a força do Altíssimo te envolverá com a sua sombra. Por isso o ente santo que nascer de ti será chamado Filho de Deus.36Também Isabel, tua parenta, até ela concebeu um filho na sua velhice; e já está no sexto mês aquela que é tida por estéril, 37porque a Deus nenhuma coisa é impossível. 38Então disse Maria: Eis aqui a serva do Senhor. Faça-se em mim segundo a tua palavra. E o anjo afastou-se dela. - Palavra da salvação.