quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

SÃO JOÃO BOSCO
PRESBÍTERO
 Primeira Leitura: Hebreus 10, 19-25

Leitura da carta aos Hebreus - 19Por esse motivo, irmãos, temos ampla confiança de poder entrar no santuário eterno, em virtude do sangue de Jesus, 20pelo caminho novo e vivo que nos abriu através do véu, isto é, o caminho de seu próprio corpo. 21E dado que temos um Sumo-sacerdote estabelecido sobre a casa de Deus, 22acheguemo-nos a ele com coração sincero, com plena firmeza da fé, o mais íntimo da alma isento de toda mácula de pecado e o corpo lavado com a água purificadora (do batismo). 23Conservemo-nos firmemente apegados à nossa esperança, porque é fiel aquele cuja promessa aguardamos. 24Olhemos uns pelos outros para estímulo à caridade e às boas obras. 25Não abandonemos a nossa assembléia, como é costume de alguns, mas admoestemo-nos mutuamente, e tanto mais quando vedes aproximar-se o Grande Dia. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(23)

REFRÃO: É assim a geração dos que buscam a vossa face, ó Senhor, Deus de Israel.

1.
 Ao Senhor pertence a terra e o que ela encerra, o mundo inteiro com os seres que o povoam; porque ele a tornou firme sobre os mares, e sobre as águas a mantém inabalável. -R
2.
 “Quem subirá até o monte do Senhor, quem ficará em sua santa habitação?” “Quem tem mãos puras e inocente coração, quem não dirige sua mente para o crime. -R.
3.
 Sobre este desce a bênção do Senhor e a recompensa de seu Deus e Salvador”. “É assim a geração dos que o procuram, e do Deus de Israel buscam a face.” -R.

Evangelho: Marcos 4, 21-25

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 21Dizia-lhes ainda: Traz-se porventura a candeia para ser colocada debaixo do alqueire ou debaixo da cama? Não é para ser posta no candeeiro? 22Porque nada há oculto que não deva ser descoberto, nada secreto que não deva ser publicado. 23Se alguém tem ouvidos para ouvir, que ouça. 24Ele prosseguiu: Atendei ao que ouvis: com a medida com que medirdes, vos medirão a vós, e ainda se vos acrescentará. 25Pois, ao que tem, se lhe dará; e ao que não tem, se lhe tirará até o que tem. - Palavra da salvação.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

III SEMANA COMUM
 Primeira Leitura: Hebreus 10, 11-18

Leitura da carta aos Hebreus - 11Enquanto todo sacerdote se ocupa diariamente com o seu ministério e repete inúmeras vezes os mesmos sacrifícios que, todavia, não conseguem apagar os pecados, 12Cristo ofereceu pelos pecados um único sacrifício e logo em seguida tomou lugar para sempre à direita de Deus, 13onde espera de ora em diante que os seus inimigos sejam postos por escabelo dos seus pés (Sl 109,1). 14Por uma só oblação ele realizou a perfeição definitiva daqueles que recebem a santificação. 15É o que nos confirma o testemunho do Espírito Santo. Depois de ter dito: 16Eis a aliança que, depois daqueles dias, farei com eles - oráculo do Senhor: imprimirei as minhas leis nos seus corações e as escreverei no seu espírito, 17acrescenta: dos seus pecados e das suas iniquidades já não mais me lembrarei (Jr 31,33s). 18Ora, onde houve plena remissão dos pecados não há por que oferecer sacrifício por eles. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(109)

REFRÃO:  Tu és eternamente sacerdote segundo a ordem do rei Melquisedeque!
1. Palavra do Senhor ao meu Senhor: / 'Assenta-te ao lado meu direito / até que eu ponha os inimigos teus / como escabelo por debaixo de teus pés!' -R.2. O Senhor estenderá desde Sião / vosso cetro de poder, pois Ele diz: / 'Domina com vigor teus inimigos; -R
3.
tu és príncipe desde o dia em que nasceste;  / na glória e esplendor da santidade,/ como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!' -R.4. Jurou o Senhor e manterá sua palavra: / 'Tu és sacerdote eternamente, / segundo a ordem do rei Melquisedec!' -R.

Evangelho: Marcos 4, 1-20

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 1Jesus pôs-se novamente a ensinar, à beira do mar, e aglomerou-se junto dele tão grande multidão, que ele teve de entrar numa barca, no mar, e toda a multidão ficou em terra na praia. 2E ensinava-lhes muitas coisas em parábolas. Dizia-lhes na sua doutrina: 3Ouvi: Saiu o semeador a semear. 4Enquanto lançava a semente, uma parte caiu à beira do caminho, e vieram as aves e a comeram. 5Outra parte caiu no pedregulho, onde não havia muita terra; o grão germinou logo, porque a terra não era profunda; 6mas, assim que o sol despontou, queimou-se e, como não tivesse raiz, secou. 7Outra parte caiu entre os espinhos; estes cresceram, sufocaram-na e o grão não deu fruto. 8Outra caiu em terra boa e deu fruto, cresceu e desenvolveu-se; um grão rendeu trinta, outro sessenta e outro cem. 9E dizia: Quem tem ouvidos para ouvir, ouça! 10Quando se acharam a sós, os que o cercavam e os Doze indagaram dele 11Ele disse-lhes: A vós é revelado o mistério do Reino de Deus, mas aos que são de fora tudo se lhes propõe em parábolas. 12Desse modo, eles olham sem ver, escutam sem compreender, sem que se convertam e lhes seja perdoado. 13E acrescentou: Não entendeis essa parábola? Como entendereis então todas as outras? 14O semeador semeia a palavra. 15Alguns se encontram à beira do caminho, onde ela é semeada; apenas a ouvem, vem Satanás tirar a palavra neles semeada. 16Outros recebem a semente em lugares pedregosos; quando a ouvem, recebem-na com alegria; 17mas não têm raiz em si, são inconstantes, e assim que se levanta uma tribulação ou uma perseguição por causa da palavra, eles tropeçam. 18Outros ainda recebem a semente entre os espinhos; ouvem a palavra, 19mas as preocupações mundanas, a ilusão das riquezas, as múltiplas cobiças sufocam-na e a tornam infrutífera. 20Aqueles que recebem a semente em terra boa escutam a palavra, acolhem-na e dão fruto, trinta, sessenta e cem por um. - Palavra da salvação.

terça-feira, 29 de janeiro de 2013

III SEMANA COMUM
 Primeira Leitura: Hebreus 10, 1-10
 
Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 1A lei, por ser apenas a sombra dos bens futuros, não sua expressão real, é de todo impotente para aperfeiçoar aqueles que assistem aos sacrifícios que se renovam indefinidamente cada ano. 2Realmente, se os fiéis, uma vez purificados, não tivessem mais pecado algum na consciência, não teriam cessado de oferecê-los? 3Pelo contrário, pelos sacrifícios se renova cada ano a memória dos pecados. 4Pois é impossível que o sangue de touros e de carneiros tire pecados. 5Eis por que, ao entrar no mundo, Cristo diz: Não quiseste sacrifício nem oblação, mas me formaste um corpo. 6Holocaustos e sacrifícios pelo pecado não te agradam. 7Então eu disse: Eis que venho (porque é de mim que está escrito no rolo do livro), venho, ó Deus, para fazer a tua vontade (Sl 39,7ss). 8Disse primeiro: Tu não quiseste, tu não recebeste com agrado os sacrifícios nem as ofertas, nem os holocaustos, nem as vítimas pelo pecado (quer dizer, as imolações legais). 9Em seguida, ajuntou: Eis que venho para fazer a tua vontade. Assim, aboliu o antigo regime e estabeleceu uma nova economia. 10Foi em virtude desta vontade de Deus que temos sido santificados uma vez para sempre, pela oblação do corpo de Jesus Cristo. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(39)

REFRÃO:  Eis que venho fazer, com prazer,/a vossa vontade, Senhor!
1. Esperando, esperei no Senhor, / e inclinando-se, ouviu meu clamor. / Canto novo ele pôs em meus lábios, / Um poema em louvor ao Senhor.  -R.2. Sacrifício e oblação não quisestes, / mas abristes, Senhor, meus ouvidos;  / não pedistes ofertas nem vítimas, / holocaustos por nossos pecados. / E então eu vos disse: 'Eis que venho!' -R.3. Boas-novas de vossa justiça  / anunciei numa grande assembléia; / vós sabeis: não fechei os meus lábios! -R.4. Proclamei toda a vossa justiça, / sem retê-la no meu coração; / vosso auxílio e lealdade narrei. / Não calei vossa graça e verdade / na presença da grande assembléia. -R.

Evangelho: Marcos 3, 31-35

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 31Chegaram sua mãe e seus irmãos e, estando do lado de fora, mandaram chamá-lo. 32Ora, a multidão estava sentada ao redor dele; e disseram-lhe: "Tua mãe e teus irmãos estão aí fora e te procuram." 33Ele respondeu-lhes: "Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?" 34E, correndo o olhar sobre a multidão, que estava sentada ao redor dele, disse: "Eis aqui minha mãe e meus irmãos. 35Aquele que faz a vontade de Deus, esse é meu irmão, minha irmã e minha mãe." - Palavra da salvação.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2013


SANTO TOMÁS DE AQUINO
PRESBÍTERO E DOUTOR
Primeira Leitura: Hebreus 9, 15.24-28
Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 15Por isso ele é mediador do novo testamento. Pela sua morte expiou os pecados cometidos no decorrer do primeiro testamento, para que os eleitos recebam a herança eterna que lhes foi prometida. 24Eis por que Cristo entrou, não em santuário feito por mãos de homens, que fosse apenas figura do santuário verdadeiro, mas no próprio céu, para agora se apresentar intercessor nosso ante a face de Deus. 25E não entrou para se oferecer muitas vezes a si mesmo, como o pontífice que entrava todos os anos no santuário para oferecer sangue alheio. 26Do contrário, lhe seria necessário padecer muitas vezes desde o princípio do mundo; quando é certo que apareceu uma só vez ao final dos tempos para destruição do pecado pelo sacrifício de si mesmo. 27Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo, 28assim Cristo se ofereceu uma só vez para tomar sobre si os pecados da multidão, e aparecerá uma segunda vez, não porém em razão do pecado, mas para trazer a salvação àqueles que o esperam. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(97)
REFRÃO: Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios!
1.
 Cantai ao Senhor Deus um canto novo, porque ele fez prodígios! Sua mão e o seu braço forte e santo alcançaram-lhe a vitória. -R.
2.
 O Senhor fez conhecer a salvação, e às nações, sua justiça; recordou o seu amor sempre fiel pela casa de Israel. -R.
3.
 Os confins do universo contemplaram a salvação do nosso Deus. Aclamai o Senhor Deus, ó terra inteira, alegrai-vos e exultai! -R.
4.
 Cantai salmos ao Senhor ao som da harpa e da cítara suave! Aclamai, com os clarins e as trombetas, ao Senhor, o nosso Rei! -R.
Evangelho: Marcos 3, 22-30
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo,22Também os escribas, que haviam descido de Jerusalém, diziam: "Ele está possuído de Beelzebul: é pelo príncipe dos demônios que ele expele os demônios." 23Mas, havendo-os convocado, dizia-lhes em parábolas: "Como pode Satanás expulsar a Satanás? 24Pois, se um reino estiver dividido contra si mesmo, não pode durar. 25E se uma casa está dividida contra si mesma, tal casa não pode permanecer. 26E se Satanás se levanta contra si mesmo, está dividido e não poderá continuar, mas desaparecerá. 27Ninguém pode entrar na casa do homem forte e roubar-lhe os bens, se antes não o prender; e então saqueará sua casa. 28"Em verdade vos digo: todos os pecados serão perdoados aos filhos dos homens, mesmo as suas blasfêmias; 29mas todo o que tiver blasfemado contra o Espírito Santo jamais terá perdão, mas será culpado de um pecado eterno." 30Jesus falava assim porque tinham dito: "Ele tem um espírito imundo." - Palavra da salvação.



domingo, 27 de janeiro de 2013


III DO TEMPO COMUM
Primeira Leitura: Neemias 8, 2-6.8-10
Leitura do livro de Neemias - Naqueles dias, 2O sacerdote Esdras trouxe a lei diante da assembléia de homens, mulheres e de todas (as crianças) que fossem capazes de compreender. Era o primeiro dia do sétimo mês. 3Esdras fez então a leitura da lei, na praça que ficava diante da porta da Água, desde a manhã até o meio-dia, na presença dos homens, mulheres e das (crianças) capazes de compreender; todos escutavam atentamente a leitura. 4O escriba Esdras postou-se num estrado de madeira que haviam construído para a ocasião; a seu lado encontravam-se, à direita, Matatias, Semeías, Anias, Urias, Helcias e Maasias; à esquerda, Fadaías, Misael, Melquias, Hasum, Hasbadana, Zacarias e Mosolão. 5Esdras abriu o livro à vista do povo todo; ele estava, com efeito, elevado acima da multidão. Quando o escriba abriu o livro, todo o povo levantou-se. 6Esdras bendisse o Senhor, o grande Deus; ao que todo o povo respondeu, levantando as mãos: Amém! Amém! Depois inclinaram-se e prostraram-se diante do Senhor com a face por terra. 8Liam distintamente no livro da lei de Deus, e explicavam o sentido, de maneira que se pudesse compreender a leitura. 9Depois Neemias, o governador, Esdras, sacerdote e escriba, e os levitas que instruíam o povo, disseram a toda a multidão: Este é um dia de festa consagrado ao Senhor, nosso Deus; não haja nem aflição, nem lágrimas. Porque todos choravam ao ouvir as palavras da lei. 10Neemias disse-lhes: Ide para as vossas casas, fazei um bom jantar, tomai bebidas doces, e reparti com aqueles que nada têm pronto; porque este dia é um dia de festa consagrado ao nosso Senhor; não haja tristeza, porque a alegria do Senhor será a vossa força. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(18)
REFRÃO: Vossas palavras, Senhor, são espírito e vida!
1.
 A lei do Senhor Deus é perfeita,/ conforto para a alma!/ O testemunho do Senhor é fiel,/ sabedoria dos humildes. -R.
2.
 Os preceitos do Senhor são precisos,/ alegria ao coração./ O mandamento do Senhor é brilhante,/ para os olhos é uma luz. -R.
3.
 É puro o temor do Senhor,/ imutável para sempre./ Os julgamentos do Senhor são corretos/ e justos igualmente. -R.
4. 
Que vos agrade o cantar dos meus lábios/ e a voz da minha alma;/ que ela chegue até vós, ó Senhor,/ meu Rochedo e Redentor! -R.

Segunda Leitura: 1º Coríntios 12, 12-30
Leitura da primeira carta de são Paulo aos Coríntios - Irmãos, 12Porque, como o corpo é um todo tendo muitos membros, e todos os membros do corpo, embora muitos, formam um só corpo, assim também é Cristo. 13Em um só Espírito fomos batizados todos nós, para formar um só corpo, judeus ou gregos, escravos ou livres; e todos fomos impregnados do mesmo Espírito. 14Assim o corpo não consiste em um só membro, mas em muitos.15Se o pé dissesse: Eu não sou a mão; por isso, não sou do corpo, acaso deixaria ele de ser do corpo? 16E se a orelha dissesse: Eu não sou o olho; por isso, não sou do corpo, deixaria ela de ser do corpo? 17Se o corpo todo fosse olho, onde estaria o ouvido? Se fosse todo ouvido, onde estaria o olfato? 18Mas Deus dispôs no corpo cada um dos membros como lhe aprouve. 19Se todos fossem um só membro, onde estaria o corpo? 20Há, pois, muitos membros, mas um só corpo. 21O olho não pode dizer à mão: Eu não preciso de ti; nem a cabeça aos pés: Não necessito de vós. 22Antes, pelo contrário, os membros do corpo que parecem os mais fracos, são os mais necessários. 23E os membros do corpo que temos por menos honrosos, a esses cobrimos com mais decoro. Os que em nós são menos decentes, recatamo-los com maior empenho, 24ao passo que os membros decentes não reclamam tal cuidado. Deus dispôs o corpo de tal modo que deu maior honra aos membros que não a têm, 25para que não haja dissensões no corpo e que os membros tenham o mesmo cuidado uns para com os outros. 26Se um membro sofre, todos os membros padecem com ele; e se um membro é tratado com carinho, todos os outros se congratulam por ele. 27Ora, vós sois o corpo de Cristo e cada um, de sua parte, é um dos seus membros. 28Na Igreja, Deus constituiu primeiramente os apóstolos, em segundo lugar os profetas, em terceiro lugar os doutores, depois os que têm o dom dos milagres, o dom de curar, de socorrer, de governar, de falar diversas línguas.29São todos apóstolos? São todos profetas? São todos doutores? 30Fazem todos milagres? Têm todos a graça de curar? Falam todos em diversas línguas? Interpretam todos? - Palavra do senhor.

Evangelho: Lucas 1, 1-4; 4, 14-21
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Lucas - Naquele tempo,1Muitos empreenderam compor uma história dos acontecimentos que se realizaram entre nós, 2como no-los transmitiram aqueles que foram desde o princípio testemunhas oculares e que se tornaram ministros da palavra.3Também a mim me pareceu bem, depois de haver diligentemente investigado tudo desde o princípio, escrevê-los para ti segundo a ordem, excelentíssimo Teófilo, 4para que conheças a solidez daqueles ensinamentos que tens recebido. 14Jesus então, cheio da força do Espírito, voltou para a Galiléia. E a sua fama divulgou-se por toda a região. 15Ele ensinava nas sinagogas e era aclamado por todos. 16Dirigiu-se a Nazaré, onde se havia criado. Entrou na sinagoga em dia de sábado, segundo o seu costume, e levantou-se para ler. 17Foi-lhe dado o livro do profeta Isaías. Desenrolando o livro, escolheu a passagem onde está escrito (61,1s.): 18O Espírito do Senhor está sobre mim, porque me ungiu; e enviou-me para anunciar a boa nova aos pobres, para sarar os contritos de coração, 19para anunciar aos cativos a redenção, aos cegos a restauração da vista, para pôr em liberdade os cativos, para publicar o ano da graça do Senhor. 20E enrolando o livro, deu-o ao ministro e sentou-se; todos quantos estavam na sinagoga tinham os olhos fixos nele. 21Ele começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu este oráculo que vós acabais de ouvir. - Palavra da salvação.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

25/01
Conversão de São Paulo 
O apóstolo Paulo é talvez o personagem do Novo Testamento que melhor conhecemos, através de suas epístolas e dos Aos dos Apóstolos, que se confirmam e se completam, apesar de alguns pormenores divergentes. Assim é possível estabelecer uma cronologia da vida do apóstolo.

Nascido em Tarso, na Cilícia, pelo ano 10 de nossa era, de uma família judaica da tribo de Benjamin, mas ao mesmo tempo cidadão romano; recebeu, desde a infância, em Jerusalém, de Gamaliel, uma séria formação religiosa segundo as doutrinas dos fariseus. Foi perseguidor da jovem Igreja cristã e esteve presente na morte de Estevão. Teve uma conversão súbita no caminho de Damasco, devido à aparição de Jesus ressuscitado, que lhe indicou a sua missão especial de apóstolo dos gentios ou pagãos, ou seja dos não-judeus. Isso se deu exatamente esse o fato que se recorda no dia de hoje, dedicado à sua conversão (At 9,3-19;1,12.15ss.;Ef 3,2s.).

A partir desse momento ele dedica toda a sua vida ao serviço de Cristo. Depois de uma temporada na Arábia e do seu regresso a Damasco, começa a pregar. Sobe a Jerusalém pelo ano 39, depois retira-se para a Síria-Cilícia, de onde é reconduzido para Antioquia por Barnabé, com o qual realiza a sua primeira missão apostólica, entre os anos 45 e 49, em Chipre, Panfília, Pisídia e Licaônia. Foi então que começou a usar o nome grego de Paulo, preferentemente ao judaico Saulo. No ano 49, 14 anos após a sua conversão, vai a Jerusalém para participar do concílio apostólico, onde foi aceita a tese de que a lei judaica não obrigava aos cristãos convertidos ao paganismo. Sua morte se deu em Roma pelo ano 67.
CONVERSÃO DE SÃO PAULO
Primeira LeituraAtos dos Apóstolos 22, 3-16
Leitura dos Atos dos Apóstolos - Naqueles dias, 3Continuou ele: Eu sou judeu, nasci em Tarso da Cilícia, mas criei-me nesta cidade, instruí-me aos pés de Gamaliel, em toda a observância da lei de nossos pais, partidário entusiasta da causa de Deus como todos vós também o sois no dia de hoje. 4Eu persegui de morte essa doutrina, prendendo e metendo em cárceres homens e mulheres. 5O sumo sacerdote e todo o conselho dos anciãos me são testemunhas. E foi deles que também recebi cartas para os irmãos de Damasco, para onde me dirigi, com o fim de prender os que lá se achassem e trazê-los a Jerusalém, 6Ora, estando eu a caminho, e aproximando-me de Damasco, pelo meio-dia, de repente me cercou uma grande luz do céu. 7Caí por terra e ouvi uma voz que me dizia: Saulo, Saulo, por que me persegues?8Eu repliquei: Quem és tu, Senhor? A voz me disse: Eu sou Jesus de Nazaré, a quem tu persegues. 9Os meus companheiros viram a luz, mas não ouviram a voz de quem falava. 10Então eu disse: Senhor, que devo fazer? E o Senhor me respondeu: Levanta-te, vai a Damasco e lá te será dito tudo o que deves fazer. 11Como eu não pudesse ver por causa da intensidade daquela luz, guiado pela mão dos meus companheiros, cheguei a Damasco. 12Um certo Ananias, homem piedoso e observador da lei, muito bem conceituado entre todos os judeus 13veio ter comigo e disse-me: Irmão Saulo, recobra a tua vista. Naquela mesma hora pude enxergá-lo. 14Continuou ele: O Deus de nossos pais te predestinou para que conhecesses a sua vontade, visses o Justo e ouvisses a palavra da sua boca, 15pois lhe serás, diante de todos os homens, testemunha das coisas que tens visto e ouvido. 16E agora, por que tardas? Levanta-te. Recebe o batismo e purifica-te dos teus pecados, invocando o seu nome. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(116)
REFRÃO: Ide, por todo o mundo, a todos pregai o Evangelho.
1.
 Cantai louvores ao Senhor, todas as gentes, povos todos, festejai-o! -R.
2.
 Pois comprovado é o seu amor para conosco, para sempre ele é fiel! -R.

Evangelho: Marcos 16, 15-18
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo,15E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura.16Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado.17Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, 18manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados. - Palavra da salvação.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

II SEMANA COMUM
 Primeira Leitura: Hebreus 7, 1-3.15-17
 
Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 1Este Melquisedec, rei de Salém, sacerdote do Deus Altíssimo, que saiu ao encontro de Abraão quando este regressava da derrota dos reis e o abençoou, 2ao qual Abraão ofereceu o dízimo de todos os seus despojos, é, conforme seu nome indica, primeiramente "rei de justiça" e, depois, rei de Salém, isto é, "rei de paz". 3Sem pai, sem mãe, sem genealogia, a sua vida não tem começo nem fim; comparável sob todos os pontos ao Filho de Deus, permanece sacerdote para sempre. 15Isto se torna ainda mais evidente se se tem em conta que este outro sacerdote, que surge à semelhança de Melquisedec, 16foi constituído não por prescrição de uma lei humana, mas pela sua imortalidade. 17Porque está escrito: Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedec. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(109)

REFRÃO: Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedec!

1.
Palavra do Senhor ao meu Senhor: “Assenta-te ao lado meu direito até que eu ponha os inimigos teus como escabelo por debaixo de teus pés!” -R.
2.
 O Senhor estenderá desde Sião vosso cetro de poder, pois Ele diz: “Domina com vigor teus inimigos”. -R.
3. 
“Tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!” Jurou o Senhor e manterá sua palavra: “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedeque!” -R.

Evangelho: Marcos 3, 1-6

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 1Noutra vez, entrou ele na sinagoga e achava-se ali um homem que tinha a mão seca. 2Ora, estavam-no observando se o curaria no dia de sábado, para o acusarem. 3Ele diz ao homem da mão seca: "Vem para o meio." 4Então lhes pergunta: "É permitido fazer o bem ou o mal no sábado? Salvar uma vida ou matar?" Mas eles se calavam. 5Então, relanceando um olhar indignado sobre eles, e contristado com a dureza de seus corações, díz ao homem: "Estende tua mão!" Ele estendeu-a e a mão foi curada. 6Saindo os fariseus dali, deliberaram logo com os herodianos como o haviam de perder. - Palavra da salvação

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

II SEMANA COMUM
 Primeira Leitura: Hebreus 6, 10-20
 
Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 10Deus não é injusto e não esquecerá vossas obras e a caridade que mostrastes por amor de seu nome, vós que servistes e continuais a servir os santos. 11Desejamos, apenas, que ponhais todo o empenho em guardar intata a vossa esperança até o fim, 12e que, longe de vos tornardes negligentes, sejais imitadores daqueles que pela fé e paciência se tornam herdeiros das promessas. 13Quando Deus fez a promessa a Abraão, como não houvesse ninguém maior por quem jurar, jurou por si mesmo, 14dizendo: Em verdade eu te abençoarei, e multiplicarei a tua posteridade (Gn 22,16s). 15E Abraão, esperando com paciência, alcançou a realização da promessa. 16Os homens, com efeito, juram por quem é maior do que eles, e o juramento serve de garantia e põe fim a toda controvérsia. 17Por isso, querendo Deus mostrar mais seguramente aos herdeiros da promessa a imutabilidade da sua resolução, interpôs o juramento. 18Por este ato duplamente irrevogável, pelo qual o próprio Deus se proibia de desdizer-se, encontramos motivo de profunda consolação, nós que pusemos nossa perspectiva em alcançar a esperança proposta. 19Esperança esta que seguramos qual âncora de nossa alma, firme e sólida, e que penetra até além do véu, no santuário 20onde Jesus entrou por nós como precursor, Pontífice eterno, segundo a ordem de Melquisedec. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(110)

REFRÃO: O Senhor se lembra sempre da Aliança.

1.
 Eu agradeço a Deus de todo o coração junto com todos os seus justos reunidos! Que grandiosas são as obras do Senhor, elas merecem todo o amor e admiração! -R.
2. 
O Senhor bom e clemente nos deixou a lembrança de suas grandes maravilhas. Ele dá o alimento aos que o temem e jamais esquecerá sua Aliança. -R.
3. 
Enviou libertação para o seu povo, confirmou sua Aliança para sempre. Seu nome é santo e é digno de respeito. Permaneça eternamente o seu louvor. -R.

Evangelho: Marcos 2, 23-28

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 23Num dia de sábado, o Senhor caminhava pelos campos e seus discípulos, andando, começaram a colher espigas. 24Os fariseus observaram-lhe: "Vede! Por que fazem eles no sábado o que não é permitido?" Jesus respondeu-lhes: 25"Nunca lestes o que fez Davi, quando se achou em necessidade e teve fome, ele e os seus companheiros? 26Ele entrou na casa de Deus, sendo Abiatar príncipe dos sacerdotes, e comeu os pães da proposição, dos quais só aos sacerdotes era permitido comer, e os deu aos seus companheiros." 27E dizia-lhes: "O sábado foi feito para o homem, e não o homem para o sábado; 28e, para dizer tudo, o Filho do homem é senhor também do sábado." - Palavra da salvação.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2013

SANTA INÊS
VIRGEM E MÁRTIR
 Primeira Leitura: Hebreus 5, 1-10

Leitura da carta aos Hebreus - 1Em verdade, todo pontífice é escolhido entre os homens e constituído a favor dos homens como mediador nas coisas que dizem respeito a Deus, para oferecer dons e sacrifícios pelos pecados. 2Sabe compadecer-se dos que estão na ignorância e no erro, porque também ele está cercado de fraqueza. 3Por isso, ele deve oferecer sacrifícios tanto pelos próprios pecados quanto pelos pecados do povo. 4Ninguém se apropria desta honra, senão somente aquele que é chamado por Deus, como Aarão. 5Assim também Cristo não se atribuiu a si mesmo a glória de ser pontífice. Esta lhe foi dada por aquele que lhe disse: Tu és meu Filho, eu hoje te gerei (Sl 2,7), 6como também diz em outra passagem: Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem de Melquisedec (Sl 109,4). 7Nos dias de sua vida mortal, dirigiu preces e súplicas, entre clamores e lágrimas, àquele que o podia salvar da morte, e foi atendido pela sua piedade. 8Embora fosse Filho de Deus, aprendeu a obediência por meio dos sofrimentos que teve. 9E uma vez chegado ao seu termo, tornou-se autor da salvação eterna para todos os que lhe obedecem, 10porque Deus o proclamou sacerdote segundo a ordem de Melquisedec. - Palavra do senhor.

Salmo Responsorial(109)

REFRÃO: Tu és sacerdote eternamente segundo a ordem do rei Melquisedeque!

1.
 Palavra do Senhor ao meu Senhor: “Assenta-te ao lado meu direito até que eu ponha os inimigos teus como escabelo por debaixo de teus pés!” -R.
2.
 O Senhor estenderá desde Sião vosso cetro de poder, pois Ele diz: “Domina com vigor teus inimigos. -R.
3. 
Tu és príncipe desde o dia em que nasceste; na glória e esplendor da santidade, como o orvalho, antes da aurora, eu te gerei!” -R.4. Jurou o Senhor e manterá sua palavra: “Tu és sacerdote eternamente, segundo a ordem do rei Melquisedec!” -R.

Evangelho: Marcos 2, 18-22

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 18Ora, os discípulos de João e os fariseus jejuavam. Por isso, foram-lhe perguntar: "Por que jejuam os discípulos de João e os dos fariseus, mas os teus discípulos não jejuam?" 19Jesus respondeu-lhes: "Podem porventura jejuar os convidados das núpcias, enquanto está com eles o esposo? Enquanto têm consigo o esposo, não lhes é -possível jejuar. 20Dias virão, porém, em que o esposo lhes será tirado, e então jejuarão. 21"Ninguém prega retalho de pano novo em roupa velha; do contrário, o remendo arranca novo pedaço da veste usada e torna-se pior o rasgão. 22E ninguém põe vinho novo em odres velhos; se o fizer, o vinho os arrebentará e perder-se-á juntamente com os odres mas para vinho novo, odres novos." - Palavra da salvação.

domingo, 20 de janeiro de 2013



II DO TEMPO COMUM
Primeira Leitura: Isaías 62, 1-5

Leitura do livro do profeta Isaías - 1Por amor a Sião, eu não me calarei, por amor de Jerusalém, não terei sossego, até que sua justiça brilhe como a aurora, e sua salvação como uma flama. 2As nações verão então tua vitória, e todos os reis teu triunfo. Receberás então um novo nome, determinado pela boca do Senhor. 3E tu serás uma esplêndida coroa na mão do Senhor, um diadema real entre as mãos do teu Deus; 4não mais serás chamada a desamparada, nem tua terra, a abandonada; serás chamada: minha preferida, e tua terra: a desposada, porque o Senhor se comprazerá em ti e tua terra terá um esposo; 5assim como um jovem desposa uma jovem, aquele que te tiver construído te desposará; e como a recém-casada faz a alegria de seu marido, tu farás a alegria de teu Deus. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(95)

REFRÃO: Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ manifestai os seus prodígios entre os povos!
1.
Cantai ao Senhor Deus um canto novo,/ cantai ao Senhor Deus, ó terra inteira!/ Cantai e bendizei seu santo nome! -R.
2.
 Dia após dia anunciai sua salvação,/ manifestai a sua glória entre as nações,/ e entre os povos do universo seus prodígios! -R.
3.
 Ó família das nações, dai ao Senhor,/ ó nações, dai ao Senhor poder e glória,/ dai-lhe a glória que é devida ao seu nome!/ Oferecei um sacrifício nos seus átrios. -R.
4.
 Adorai-o no esplendor da santidade,/ terra inteira, estremecei diante dele!/ Publicai entre as nações: “Reina o Senhor!”/ pois os povos ele julga com justiça. -R.

Segunda Leitura: 1º Coríntios 12, 4-11
Leitura da primeira carta de são Paulo aos Coríntios - Irmãos, 4Há diversidade de dons, mas um só Espírito. 5Os ministérios são diversos, mas um só é o Senhor. 6Há também diversas operações, mas é o mesmo Deus que opera tudo em todos. 7A cada um é dada a manifestação do Espírito para proveito comum. 8A um é dada pelo Espírito uma palavra de sabedoria; a outro, uma palavra de ciência, por esse mesmo Espírito; 9a outro, a fé, pelo mesmo Espírito; a outro, a graça de curar as doenças, no mesmo Espírito; 10a outro, o dom de milagres; a outro, a profecia; a outro, o discernimento dos espíritos; a outro, a variedade de línguas; a outro, por fim, a interpretação das línguas. 11Mas um e o mesmo Espírito distribui todos estes dons, repartindo a cada um como lhe apraz. - Palavra do Senhor.

Evangelho: João 2, 1-11

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo João - Naquele tempo, 1Três dias depois, celebravam-se bodas em Caná da Galiléia, e achava-se ali a mãe de Jesus. 2Também foram convidados Jesus e os seus discípulos. 3Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: Eles já não têm vinho. 4Respondeu-lhe Jesus: Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou. 5Disse, então, sua mãe aos serventes: Fazei o que ele vos disser. 6Ora, achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham cada qual duas ou três medidas. 7Jesus ordena-lhes: Enchei as talhas de água. Eles encheram-nas até em cima. 8Tirai agora , disse-lhes Jesus, e levai ao chefe dos serventes. E levaram. 9Logo que o chefe dos serventes provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o noivo 10e disse-lhe: É costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora. 11Este foi o primeiro milagre de Jesus; realizou-o em Caná da Galiléia. Manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele. - Palavra da salvação.

sábado, 19 de janeiro de 2013






I SEMANA COMUM
Primeira Leitura: Hebreus 4, 12-16
 Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 12Porque a palavra de Deus é viva, eficaz, mais penetrante do que uma espada de dois gumes e atinge até a divisão da alma e do corpo, das juntas e medulas, e discerne os pensamentos e intenções do coração. 13Nenhuma criatura lhe é invisível. Tudo é nu e descoberto aos olhos daquele a quem havemos de prestar contas. 14Temos, portanto, um grande Sumo Sacerdote que penetrou nos céus, Jesus, Filho de Deus. Conservemos firme a nossa fé. 15Porque não temos nele um pontífice incapaz de compadecer-se das nossas fraquezas. Ao contrário, passou pelas mesmas provações que nós, com exceção do pecado. 16Aproximemo-nos, pois, confiadamente do trono da graça, a fim de alcançar misericórdia e achar a graça de um auxílio oportuno. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(18)

REFRÃO: Vossas palavras são espírito, são vida, tendes palavras, ó Senhor, de vida eterna.
1.
 A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma! O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes. -R.
2. 
Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração. O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz. -R.
3.
 É puro o temor do Senhor, imutável para sempre. Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente. -R.
4. 
Que vos agrade o cantar dos meus lábios e a voz da minha alma; que ela chegue até vós, ó Senhor, meu Rochedo e Redentor! -R.

Evangelho: Marcos 2, 13-17

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 13Jesus saiu de novo para perto do mar e toda a multidão foi ter com ele, e ele os ensinava. 14Quando ia passando, viu Levi, filho de Alfeu, sentado no posto da arrecadação e disse-lhe: "Segue-me." E Levi, levantando-se, seguiu-o. 15Em seguida, pôs-se à mesa na sua casa e muitos cobradores de impostos e pecadores tomaram lugar com ele e seus discípulos; com efeito, eram numerosos os que o seguiam. 16Os escribas, do partido dos fariseus, vendo-o comer com as pessoas de má vida e publicamos, diziam aos seus discípulos: "Ele come com os publicamos e com gente de má vida? " 17Ouvindo-os, Jesus replicou: "Os sãos não precisam de médico, mas os enfermos; não vim chamar os justos, mas os pecadores." - Palavra da salvação.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013





I SEMANA COMUM
Primeira Leitura: Hebreus 4, 1-5.11

Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 1Enquanto, pois, subsiste a promessa de entrar no seu descanso, tenhamos cuidado em que ninguém de nós corra o risco de ser excluído. 2A boa nova nos foi trazida a nós, como o foi a eles. Mas a eles de nada aproveitou, porque caíram na descrença. 3Nós, porém, se tivermos fé, haveremos de entrar no descanso. Ele disse: Eu jurei na minha ira: não entrarão no lugar do meu descanso. Ora, as obras de Deus estão concluídas desde a criação do mundo; 4pois, em certa passagem, falou do sétimo dia o seguinte: E, terminado o seu trabalho, descansou Deus no sétimo dia (Gn 2,2). 5Se, pois, ele repete: Não entrarão no lugar do meu descanso, 11Assim, apressemo-nos a entrar neste descanso para não cairmos por nossa vez na mesma incredulidade. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(77)

REFRÃO: Não vos esqueçais das o­bras do Senhor!
1.
 Tudo aquilo que ouvimos e aprendemos, e transmitiram para nós os nossos pais, à nova geração nós contaremos: As grandezas do Senhor e seu poder. -R.
2.
 Levantem-se e as contem a seus filhos, para que ponham no Senhor sua esperança; das obras do Senhor não se esqueçam, e observem fielmente os seus preceitos. -R.
3. 
Nem se tornem, a exemplo de seus pais, rebelde e obstinada geração, uma raça de inconstante coração, infiel ao Senhor Deus, em seu espírito. -R.

Evangelho: Marcos 2, 1-12

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo,1Alguns dias depois, Jesus entrou novamente em Cafarnaum e souberam que ele estava em casa. 2Reuniu-se uma tal multidão, que não podiam encontrar lugar nem mesmo junto à porta. E ele os instruía. 3Trouxeram-lhe um paralítico, carregado por quatro homens. 4Como não pudessem apresentar-lho por causa da multidão, descobriram o teto por cima do lugar onde Jesus se achava e, por uma abertura, desceram o leito em que jazia o paralítico.5Jesus, vendo-lhes a fé, disse ao paralítico: "Filho, perdoados te são os pecados." 6Ora, estavam ali sentados alguns escribas, que diziam uns aos outros: 7"Como pode este homem falar assim? Ele blasfema. Quem pode perdoar pecados senão Deus?" 8Mas Jesus, penetrando logo com seu espírito nos seus íntimos pensamentos, disse-lhes: "Por que pensais isto nos vossos corações? 9Que é mais fácil dizer ao paralítico: Os pecados te são perdoados, ou dizer: Levanta-te, toma o teu leito e anda? 10Ora, para que conheçais o poder concedido ao Filho do homem sobre a terra (disse ao paralítico), 11eu te ordeno: levanta-te, toma o teu leito e vai para casa." 12No mesmo instante, ele se levantou e, tomando o leito, foi-se embora à vista de todos. A, multidão inteira encheu-se de profunda admiração e puseram-se a louvar a Deus, dizendo: "Nunca vimos coisa semelhante." - Palavra da salvação.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

SANTO ANTÃO
PAI DA VIDA MONACAL
Primeira Leitura: Hebreus 3, 7-14

Leitura da carta aos Hebreus - Irmãos, 7Por isso, como diz o Espírito Santo: Hoje, se ouvirdes a sua voz, 8não endureçais os vossos corações, como por ocasião da revolta, como no dia da tentação no deserto, 9quando vossos pais me puseram à prova e viram o meu poder por quarenta anos. 10Eu me indignei contra aquela geração, porque andavam sempre extraviados em seu coração e não compreendiam absolutamente nada dos meus desígnios. 11Por isso, em minha ira, jurei que não haveriam de entrar no lugar de descanso que lhes prometera (Sl 94,8-11)! 12Tomai precaução, meus irmãos, para que ninguém de vós venha a perder interiormente a fé, a ponto de abandonar o Deus vivo. 13Antes, animai-vos mutuamente cada dia durante todo o tempo compreendido na palavra hoje, para não acontecer que alguém se torne empedernido com a sedução do pecado. 14Porque somos incorporados a Cristo, mas sob a condição de conservarmos firme até o fim nossa fé dos primeiros dias, - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(94)

REFRÃO: Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: não fecheis os vossos corações.

1.
 Vinde adoremos e prostremo-nos por terra, e ajoelhemos ante o Deus que nos criou! Porque ele é o nosso Deus, nosso Pastor, e nós somos o seu povo e seu rebanho, as ovelhas que conduz com sua mão. R.
2. 
Oxalá ouvísseis hoje a sua voz: "Não fecheis os corações como em Meriba, como em Massa, no deserto, aquele dia, em que outrora vossos pais me provocaram, apesar de terem visto as minhas obras". -R.
3.
 Quarenta anos desgostou-me aquela raça e eu disse: "Eis um povo transviado, seu coração não conheceu os meus caminhos!" E por isso lhes jurei na minha ira: "Não entrarão no meu repouso prometido!" -R.


Evangelho: Marcos 1, 40-45


Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo, 40Aproximou-se dele um leproso, suplicando-lhe de joelhos: "Se queres, podes limpar-me." 41Jesus compadeceu-se dele, estendeu a mão, tocou-o e lhe disse: "Eu quero, sê curado." 42E imediatamente desapareceu dele a lepra e foi purificado. 43Jesus o despediu imediatamente com esta severa admoestação: 44"Vê que não o digas a ninguém; mas vai, mostra-te ao sacerdote e apresenta, pela tua purificação, a oferenda prescrita por Moisés para lhe servir de testemunho." 45Este homem, porém, logo que se foi, começou a propagar e divulgar o acontecido, de modo que Jesus não podia entrar publicamente numa cidade. Conservava-se fora, nos lugares despovoados; e de toda parte vinham ter com ele. - Palavra da salvação.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

I SEMANA COMUM
Primeira Leitura: Hebreus 2, 14-18
 
Leitura da carta aos Hebreus - 14Porquanto os filhos participam da mesma natureza, da mesma carne e do sangue, também ele participou, a fim de destruir pela morte aquele que tinha o império da morte, isto é, o demônio,15e libertar aqueles que, pelo medo da morte, estavam toda a vida sujeitos a uma verdadeira escravidão. 16Veio em socorro, não dos anjos, e sim da raça de Abraão; 17e por isso convinha que ele se tornasse em tudo semelhante aos seus irmãos, para ser um pontífice compassivo e fiel no serviço de Deus, capaz de expiar os pecados do povo. 18De fato, por ter ele mesmo suportado tribulações, está em condição de vir em auxílio dos que são atribulados. - Palavra do senhor.

Salmo Responsorial(104)
REFRÃO: O Senhor se lembra sempre da Aliança.
1.
 Dai graças ao Senhor, gritai seu nome, anunciai entre as nações seus grandes feitos! Cantai, entoai salmos para ele, publicai todas as suas maravilhas! -R.
2. 
Gloriai-vos em seu nome que é santo, exulte o coração que busca a Deus! Procurai o Senhor Deus e seu poder, buscai constantemente a sua face! -R.
3.
 Descendentes de Abraão, seu servidor, e filhos de Jacó, seu escolhido, ele mesmo, o Senhor, é nosso Deus, vigoram suas leis em toda a terra. -R.
4. 
Ele sempre se recorda da Aliança, promulgada a incontáveis gerações; da Aliança que ele fez com Abraão, e do seu santo juramento a Isaac. -R.

Evangelho: Marcos 1, 29-39
Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Marcos - Naquele tempo,29Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André. 30A sogra de Simão estava de cama, com febre; e sem tardar, falaram-lhe a respeito dela. 31Aproximando-se ele, tomou-a pela mão e levantou-a; imediatamente a febre a deixou e ela pôs-se a servi-los. 32É tarde, depois do pôr-do-sol, levaram-lhe todos os enfermos e possessos do demônio. 33Toda a cidade estava reunida diante da porta. 34Ele curou muitos que estavam oprimidos de diversas doenças, e expulsou muitos demônios. Não lhes permitia falar, porque o conheciam. 35De manhã, tendo-se levantado muito antes do amanhecer, ele saiu e foi para um lugar deserto, e ali se pôs em oração. 36Simão e os seus companheiros saíram a procurá-lo.37Encontraram-no e disseram-lhe: "Todos te procuram." 38E ele respondeu-lhes: "Vamos às aldeias vizinhas, para que eu pregue também lá, pois, para isso é que vim." 39Ele retirou-se dali, pregando em todas as sinagogas e por toda a Galiléia, e expulsando os demônios. - Palavra da salvação.