segunda-feira, agosto 18, 2014

XX SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do Dia)

Leitura (Ezequiel 24,15-24)
24 15 A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:16 “Filho do homem, vou levar subitamente de ti aquela que faz a delícia de teus olhos. Tu, porém, não darás gemido algum de dor, não chorarás, não deixarás tuas lágrimas correrem.17 Suspira em silêncio, não celebres o luto habitual dos mortos; conserva o teu turbante na cabeça, põe o calçado nos pés, não cubras a tua barba, não comas o pão das gentes”.18 De manhã, eu me dirigi ao povo; à tarde, minha mulher morreu. No dia seguinte, fiz o que fora prescrito.19 Disse-me o povo: “Não irás explicar-nos o que significa esse teu modo de proceder?”20 Respondi: “A palavra do Senhor foi-me dirigida nestes termos:21 Faze esse discurso aos israelitas: eis o que diz o Senhor Javé: vou profanar o meu santuário, o orgulho de vosso poderio, a alegria de vossos olhos, o objeto do vosso amor; vossos filhos e vossas filhas, que deixastes, vão cair sob a espada.22 Fareis então como acabo de fazer; não cobrireis a vossa barba, não comereis o pão das gentes;23 conservareis os vossos turbantes na cabeça, e trareis os pés calçados; não poreis luto e não chorareis. Entretanto, definhareis por causa das vossas iniqüidades e gemereis uns com os outros.24 O que Ezequiel está fazendo será para vós um sinal. Quando isso acontecer, fareis exatamente do mesmo modo como ele fez, e sabereis que sou eu o Senhor Javé”.
Palavra do Senhor.
 
Salmo responsorial Dt 32
Esqueceram o Deus que os gerou.
Da rocha que te deu á luz, te esqueceste, do Deus que te gerou, não te lembraste.
Vendo isso, o Senhor os desprezou, aborrecido com seus filhos e suas filhas.


E disse: “Esconderei deles meu rosto, e verei, então, o fim que eles terão,
pois tornaram-se um povo pervertido, são filhos que não têm fidelidade.


Com deuses falsos provocaram minha ira, com ídolos vazios me irritaram;
vou provocá-los por aqueles que nem são um povo, através de gente louca hei de irritá-los”.
 
Evangelho (Mateus 19,16-22)
19 16 Um jovem aproximou-se de Jesus e lhe perguntou: “Mestre, que devo fazer de bom para ter a vida eterna?” Disse-lhe Jesus:17 “Por que me perguntas a respeito do que se deve fazer de bom? Só Deus é bom. Se queres entrar na vida, observa os mandamentos”.18 “Quais?”, perguntou ele. Jesus respondeu: “Não matarás, não cometerás adultério, não furtarás, não dirás falso testemunho,19 honra teu pai e tua mãe, amarás teu próximo como a ti mesmo”.20 Disse-lhe o jovem: “Tenho observado tudo isto desde a minha infância. Que me falta ainda?”21 Respondeu Jesus: “Se queres ser perfeito, vai, vende teus bens, dá-os aos pobres e terás um tesouro no céu. Depois, vem e segue-me!”22 Ouvindo estas palavras, o jovem foi embora muito triste, porque possuía muitos bens.
Palavra da Salvação.