quinta-feira, abril 03, 2014

IV SEMANA DA QUARESMA

Leitura (Êxodo 32,7-14)
32 7 O Senhor disse a Moisés: “Vai, desce, porque se corrompeu o povo que tiraste do Egito. 8 Desviaram-se depressa do caminho que lhes prescrevi; fizeram para si um bezerro de metal fundido, prostraram-se diante dele e ofereceram-lhe sacrifícios, dizendo: ‘eis, ó Israel, o teu Deus que te tirou do Egito’”. 9 “Vejo”, continuou o Senhor,” que esse povo tem a cabeça dura. 10 Deixa, pois, que se acenda minha cólera contra eles e os reduzirei a nada; mas de ti farei uma grande nação.” 11 Moisés tentou aplacar o Senhor seu Deus, dizendo-lhe: “Por que, Senhor, se inflama a vossa ira contra o vosso povo que tirastes do Egito com o vosso poder e à força de vossa mão? 12 Não é bom que digam os egípcios: ‘com um mau desígnio os levou, para matá-los nas montanhas e suprimi-los da face da terra!’ Aplaque-se vosso furor, e abandonai vossa decisão de fazer mal ao vosso povo. 13 Lembrai-vos de Abraão, de Isaac e de Israel, vossos servos, aos quais jurastes por vós mesmo de tornar sua posteridade tão numerosa como as estrelas do céu e de dar aos seus descendentes essa terra de que falastes, como uma herança eterna.” 14 E o Senhor se arrependeu das ameaças que tinha proferido contra o seu povo.
Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 105/106
Lembrai-vos de nós, ó Senhor,
segundo o amor para com vosso povo!

Construíram um bezerro no Horeb
e adoraram uma estátua de metal;
eles trocaram o seu Deus que é sua glória,
pela imagem de um boi que come feno.

Esqueceram-se do Deus que os salvara,
que fizera maravilhas no Egito;
no país de Cam fez tantas obras admiráveis,
no mar Vermelho, tantas coisas assombrosas.

Até pensava em acabar com sua raça,
não se tivesse Moisés, o seu eleito,
interposto, intercedendo junto a ele
para impedir que sua ira os destruísse.
Evangelho (João 5,31-47)
5 31 Disse Jesus aos judeus: “Se eu der testemunho de mim mesmo, não é digno de fé o meu testemunho. 32 Há outro que dá testemunho de mim, e sei que é digno de fé o testemunho que dá de mim. 33 Vós enviastes mensageiros a João, e ele deu testemunho da verdade. 34 Não invoco, porém, o testemunho de homem algum. Digo-vos essas coisas, a fim de que sejais salvos. 35 João era uma lâmpada que arde e ilumina; vós, porém, só por uma hora quisestes alegrar-vos com a sua luz. 36 Mas tenho maior testemunho do que o de João, porque as obras que meu Pai me deu para executar - essas mesmas obras que faço - testemunham a meu respeito que o Pai me enviou. 37 E o Pai que me enviou, ele mesmo deu testemunho de mim. Vós nunca ouvistes a sua voz nem vistes a sua face.38 e não tendes a sua palavra permanente em vós, pois não credes naquele que ele enviou. 39 Vós perscrutais as Escrituras, julgando encontrar nelas a vida eterna. Pois bem! São elas mesmas que dão testemunho de mim. 40 E vós não quereis vir a mim para que tenhais a vida... 41 Não espero a minha glória dos homens, 42 mas sei que não tendes em vós o amor de Deus. 43 Vim em nome de meu Pai, mas não me recebeis. Se vier outro em seu próprio nome, haveis de recebê-lo.44 Como podeis crer, vós que recebeis a glória uns dos outros, e não buscais a glória que é só de Deus? 45 Não julgueis que vos hei de acusar diante do Pai; há quem vos acusa: Moisés, no qual colocais a vossa esperança. 46 Pois se crêsseis em Moisés, certamente creríeis em mim, porque ele escreveu a meu respeito. 47 Mas, se não acreditais nos seus escritos, como acreditareis nas minhas palavras?”
Palavra da Salvação.