segunda-feira, fevereiro 24, 2014

VII SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do dia)

Leitura (Tiago 3,13-18)
3 13 Quem dentre vós é sábio e inteligente? Mostre com um bom proceder as suas obras repassadas de doçura e de sabedoria. 14 Mas, se tendes no coração um ciúme amargo e gosto pelas contendas, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. 15 Esta não é a sabedoria que vem do alto, mas é uma sabedoria terrena, humana, diabólica. 16 Onde houver ciúme e contenda, ali há também perturbação e toda espécie de vícios. 17 A sabedoria, porém, que vem de cima, é primeiramente pura, depois pacífica, condescendente, conciliadora, cheia de misericórdia e de bons frutos, sem parcialidade, nem fingimento. 18 O fruto da justiça semeia-se na paz para aqueles que praticam a paz..
Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 18/19B
Os ensinos do Senhor são sempre retos,
alegria ao coração!

A lei do Senhor Deus é perfeita, conforto para a alma!
O testemunho do Senhor é fiel, sabedoria dos humildes.


Os preceitos do Senhor são precisos, alegria ao coração.
O mandamento do Senhor é brilhante, para os olhos é uma luz.


É puro o temor do Senhor, imutável para sempre.
Os julgamentos do Senhor são corretos e justos igualmente.


Que vos agrade o cantar dos meus lábios e a voz da minha alma;
que ela chegue até vós, ó Senhor, meu rochedo e redentor!
 
Evangelho (Marcos 9,14-29)
9 14 Depois que João foi preso, Jesus dirigiu-se para a Galiléia. Pregava o Evangelho de Deus, e dizia: 15 "Completou-se o tempo e o Reino de Deus está próximo; fazei penitência e crede no Evangelho." 16 Passando ao longo do mar da Galiléia, viu Simão e André, seu irmão, que lançavam as redes ao mar, pois eram pescadores. 17 Jesus disse-lhes: "Vinde após mim; eu vos farei pescadores de homens."18 Eles, no mesmo instante, deixaram as redes e seguiram-no. 19 Uns poucos passos mais adiante, viu Tiago, filho de Zebedeu, e João, seu irmão, que estavam numa barca, consertando as redes. E chamou-os logo. 20 Eles deixaram na barca seu pai Zebedeu com os empregados e o seguiram. 21 Dirigiram-se para Cafarnaum. E já no dia de sábado, Jesus entrou na sinagoga e pôs-se a ensinar. 22 Maravilhavam-se da sua doutrina, porque os ensinava como quem tem autoridade e não como os escribas. 23 Ora, na sinagoga deles achava-se um homem possesso de um espírito imundo, que gritou: 24 "Que tens tu conosco, Jesus de Nazaré? Vieste perder-nos? Sei quem és: o Santo de Deus! 25 Mas Jesus intimou-o, dizendo: "Cala-te, sai deste homem!" 26 O espírito imundo agitou-o violentamente e, dando um grande grito, saiu. 27 Ficaram todos tão admirados, que perguntavam uns aos outros: "Que é isto? Eis um ensinamento novo, e feito com autoridade; além disso, ele manda até nos espíritos imundos e lhe obedecem!" 28 A sua fama divulgou-se logo por todos os arredores da Galiléia. 29 Assim que saíram da sinagoga, dirigiram-se com Tiago e João à casa de Simão e André.
Palavra da Salvação.