domingo, outubro 12, 2014

NOSSA SENHORA APARECIDA PADROEIRA DO BRASIL Leitura (Ester 5,1-2;7,2-3)

Leitura do livro de Ester. 5 1 Três dias depois Ester se revestiu de seus trajes reais e se apresentou na câmara interior do palácio, diante do aposento real, onde estava o rei sentado sobre seu trono, diante da porta de entrada do edifício. 2 Logo que o rei viu a rainha Ester no átrio, esta conquistou suas boas graças, de sorte que ele estendeu o cetro de ouro que tinha na mão. E Ester se aproximou para tocá-lo. 
7 2 No segundo dia, bebendo vinho, disse ainda o rei a Ester: "Qual é teu pedido, rainha Ester? Será atendido. Que é que desejas? Fosse mesmo a metade de meu reino, tu obterias". 3 A rainha respondeu: "Se achei graça a teus olhos, ó rei, e se ao rei lhe parecer bem, concede-me a vida, eis o meu pedido; salva meu povo, eis o meu desejo". 
Palavra do Senhor.
Salmo responsorial 44/45
Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: que o rei se encante com vossa beleza!

Escutai, minha filha, olhai, ouvi isto: “Esquecei vosso povo e casa paterna!
Que o rei se encante com vossa beleza! Prestai-lhe homenagem: é vosso senhor!

O povo de Tiro vos traz seus presentes, os grandes do povo vos pedem favores.
Majestosa, a princesa real vem chegando, vestida de ricos brocados de ouro.

Em vestes vistosas ao rei se dirige, e as virgens amigas lhe formam cortejo;
entre cantos de festa e com grande alegria, ingressam, então, no palácio real”
Leitura (Apocalipse 12,1.5.13.15-16)
Leitura do livro do Apocalipse de são João. 12 1 Apareceu em seguida um grande sinal no céu: uma Mulher revestida do sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas. 5 Ela deu à luz um Filho, um menino, aquele que deve reger todas as nações pagãs com cetro de ferro. Mas seu Filho foi arrebatado para junto de Deus e do seu trono. 
13 O Dragão, vendo que fora precipitado na terra, perseguiu a Mulher que dera à luz o Menino. 15 A Serpente vomitou contra a Mulher um rio de água, para fazê-la submergir.  16 A terra, porém, acudiu à Mulher, abrindo a boca para engolir o rio que o Dragão vomitara. 
Palavra do Senhor.
Evangelho (João 2,1-11)

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo João. Naquele tempo, 2 1 três dias depois, celebravam-se bodas em Caná da Galiléia, e achava-se ali a mãe de Jesus. 
2 Também foram convidados Jesus e os seus discípulos. 3 Como viesse a faltar vinho, a mãe de Jesus disse-lhe: "Eles já não têm vinho". 4 Respondeu-lhe Jesus: "Mulher, isso compete a nós? Minha hora ainda não chegou". 5 Disse, então, sua mãe aos serventes: "Fazei o que ele vos disser".  6 Ora, achavam-se ali seis talhas de pedra para as purificações dos judeus, que continham cada qual duas ou três medidas. 7 Jesus ordena-lhes: "Enchei as talhas de água". Eles encheram-nas até em cima. 
8 "Tirai agora" , disse-lhes Jesus, "e levai ao chefe dos serventes". E levaram. 9 Logo que o chefe dos serventes provou da água tornada vinho, não sabendo de onde era (se bem que o soubessem os serventes, pois tinham tirado a água), chamou o noivo 10 e disse-lhe: "É costume servir primeiro o vinho bom e, depois, quando os convidados já estão quase embriagados, servir o menos bom. Mas tu guardaste o vinho melhor até agora". 11 Este foi o primeiro milagre de Jesus; realizou-o em Caná da Galiléia. Manifestou a sua glória, e os seus discípulos creram nele.
Palavra da Salvação.

Nenhum comentário: