terça-feira, setembro 30, 2014

SÃO JERÔNIMO
PRESBÍTERO E DOUTOR
(Branco, Prefácio Comum ou dos Pastores – Ofício da Memória)

Leitura (Jó 3,1-3.11-17.20-23)
3 1 Então Jó abriu a boca e amaldiçoou o dia de seu nascimento.2 Jó falou nestes termos:3 “Pereça o dia em que nasci e a noite em que foi dito: uma criança masculina foi concebida!11 Por que não morri no seio materno, por que não pereci saindo de suas entranhas?12 Por que dois joelhos para me acolherem, por que dois seios para me amamentarem?13 Estaria agora deitado e em paz, dormiria e teria o repouso14 com os reis, árbitros da terra, que constroem para si mausoléus;15 com os príncipes que possuíam o ouro, e enchiam de dinheiro as suas casas.16 Ou então, como o aborto escondido, eu não teria existido, como as crianças que não viram o dia.17 Ali, os maus cessam os seus furores, ali, repousam os exaustos de forças,20 Por que conceder a luz aos infelizes, e a vida àqueles cuja alma está desconsolada,21 que esperam a morte, sem que ela venha, e a procuram mais ardentemente do que um tesouro,22 que são felizes até ficarem transportados de alegria, quando encontrarem o sepulcro?23 Ao homem cujo caminho é escondido e que Deus cerca de todos os lados?”
Palavra do Senhor.

Salmo responsorial 87/88
Chegue a minha oração até a vossa presença.
A vós clamo, Senhor, sem cessar, todo o dia,
e de noite se eleva até vós meu gemido.
Chegue a minha oração até a vossa presença,
inclinai vosso ouvido a meu triste clamor!



Saturada de males se encontra a minha alma,
minha vida chegou junto às portas da morte.
Sou contado entre aqueles que descem à cova,
toda gente me vê como um caso perdido!



O meu leito já tenho no reino dos mortos,
como um homem caído que jaz no sepulcro,
de quem mesmo o Senhor se esqueceu para sempre
e excluiu por completo da sua atenção.



Ó Senhor, meu pusestes na cova mais funda,
nos locais tenebrosos da sobra da morte.
Sobre mim cai o peso do vosso furor,
vossas ondas enormes me cobrem, me afogam.

Evangelho (Lucas 9,51-56)
951 Aproximando-se o tempo em que Jesus devia ser arrebatado deste mundo, ele resolveu dirigir-se a Jerusalém.52 Enviou diante de si mensageiros que, tendo partido, entraram em uma povoação dos samaritanos para lhe arranjar pousada.53 Mas não o receberam, por ele dar mostras de que ia para Jerusalém.54 Vendo isto, Tiago e João disseram: “Senhor, queres que mandemos que desça fogo do céu e os consuma?”55 Jesus voltou-se e repreendeu-os severamente.56 O Filho do Homem não veio para perder as vidas dos homens, mas para salvá-las. Foram então para outra povoação.
Palavra da Salvação.

segunda-feira, setembro 29, 2014

SANTOS MIGUEL, GABRIEL E RAFAEL

(Branco, Glória Prefácio dos Anjos – Ofício da Festa)

Leitura (Daniel 7,9-10.13-14)
7 9 Continuei a olhar, até o momento em que foram colocados os tronos e um ancião chegou e se sentou. Brancas como a neve eram suas vestes, e tal como a pura lã era sua cabeleira; seu trono era feito de chamas, com rodas de fogo ardente.10 Saído de diante dele, corria um rio de fogo. Milhares e milhares o serviam, dezenas de milhares o assistiam! O tribunal deu audiência e os livros foram abertos.13 Olhando sempre a visão noturna, vi um ser, semelhante ao filho do homem, vir sobre as nuvens do céu: dirigiu-se para o lado do ancião, diante de quem foi conduzido.14 A ele foram dados império, glória e realeza, e todos os povos, todas as nações e os povos de todas as línguas serviram-no. Seu domínio será eterno; nunca cessará e o seu reino jamais será destruído.
Palavra do Senhor.

 

Salmo responsorial 137/138
Perante os vossos anjos, vou cantar-vos, ó Senhor!

Ó Senhor, de coração eu vos dou graças,
porque ouvistes as palavras dos meus lábios!
Perante os vossos anjos vou cantar-vos
e ante o vosso templo vou prostrar-me.



Eu agradeço vosso amor, vossa verdade,
porque fizestes muito mais que prometestes;
naquele dia em que gritei, vós me escutastes
e aumentastes o vigor da minha alma.



Os reis de toda a terra hão de louvar-vos
quando ouvirem, ó Senhor, vossa promessa.
Hão de cantar vossos caminhos e dirão:
“Como a glória do Senhor é grandiosa!”

 

Evangelho (João 1,47-51)
Naquele tempo, 147 Jesus vê Natanael, que lhe vem ao encontro, e diz: “Eis um verdadeiro israelita, no qual não há falsidade”.48 Natanael pergunta-lhe: “Donde me conheces?” Respondeu Jesus: “Antes que Filipe te chamasse, eu te vi quando estavas debaixo da figueira”.49 Falou-lhe Natanael: “Mestre, tu és o Filho de Deus, tu és o rei de Israel”.50 Jesus replicou-lhe: “Porque eu te disse que te vi debaixo da figueira, crês! Verás coisas maiores do que esta”.51 E ajuntou: “Em verdade, em verdade vos digo: vereis o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do Homem”.
Palavra da Salvação.

domingo, setembro 28, 2014

XXVI DOMINGO DO TEMPO COMUM
(Verde, Glória, Creio – II Semana do Saltério)

Leitura (Ezequiel 18,25-28)
18 25 Dizeis: “Não é justo o modo de proceder do Senhor. Escutai-me então, israelitas: ‘o meu modo de proceder não é justo? Não será o vosso que é injusto?’26 Quando um justo renunciar à sua justiça para cometer o mal e ele morrer, então é devido ao mal praticado que ele perece.27 Quando um malvado renuncia ao mal para praticar a justiça e a eqüidade, ele faz reviver a sua alma.28 Se ele se corrige e renuncia a todas as suas faltas, certamente viverá e não perecerá”.
Palavra do Senhor.
 

Salmo responsorial 24/25
Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura e compaixão!
Mostrai-me, ó Senhor, vossos caminhos,
e fazei-me conhecer a vossa estrada!
Vossa verdade me oriente e me conduza,
porque sois o Deus da minha salvação;
em vós espero, ó Senhor, todos os dias!



Recordai, Senhor meu Deus, vossa ternura
e a vossa compaixão que são eternas!
Não recordeis os meus pecados quando jovem,
nem vos lembreis de minhas faltas e delitos!
De mim lembrai-vos, porque sois misericórdia
e sois bondade sem limites, ó Senhor!



O Senhor é piedade e retidão,
e reconduz ao bom caminho os pecadores.
Ele dirige os humildes na justiça,
e aos pobres ele ensina o seu caminho.


 

Leitura (Filipenses 2,1-11 ou 1-5)
2 1 Se me é possível, pois, alguma consolação em Cristo, algum caridoso estímulo, alguma comunhão no Espírito, alguma ternura e compaixão,2 completai a minha alegria, permanecendo unidos. Tende um mesmo amor, uma só alma e os mesmos pensamentos.3 Nada façais por espírito de partido ou vanglória, mas que a humildade vos ensine a considerar os outros superiores a vós mesmos.4 Cada qual tenha em vista não os seus próprios interesses, e sim os dos outros.5 Dedicai-vos mutuamente a estima que se deve em Cristo Jesus.6 Sendo ele de condição divina, não se prevaleceu de sua igualdade com Deus,7 mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo e assemelhando-se aos homens.8 E, sendo exteriormente reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz.9 Por isso Deus o exaltou soberanamente e lhe outorgou o nome que está acima de todos os nomes,10 para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho no céu, na terra e nos infernos.11 E toda língua confesse, para a glória de Deus Pai, que Jesus Cristo é Senhor.
Palavra do Senhor.

 

Evangelho (Mateus 21,28-32)
2128 Disse Jesus: "Que vos parece? Um homem tinha dois filhos. Dirigindo-se ao primeiro, disse-lhe: ‘Meu filho, vai trabalhar hoje na vinha’.29 Respondeu ele: ‘Não quero’. Mas, em seguida, tocado de arrependimento, foi.30 Dirigindo-se depois ao outro, disse-lhe a mesma coisa. O filho respondeu: ‘Sim, pai!’ Mas não foi.31 Qual dos dois fez a vontade do pai?" "O primeiro", responderam-lhe. E Jesus disse-lhes: "Em verdade vos digo: os publicanos e as meretrizes vos precedem no Reino de Deus!32 João veio a vós no caminho da justiça e não crestes nele. Os publicanos, porém, e as prostitutas creram nele. E vós, vendo isto, nem fostes tocados de arrependimento para crerdes nele".
Palavra da Salvação.

sábado, setembro 27, 2014

SÃO VICENTE DE PAULO
PRESBÍTERO
(Branco, Prefácio Comum ou dos Pastores – Ofício da Memória)

Leitura (Eclesiastes 11,9-12,8)
11 9 Jovem, rejubila-te na tua adolescência, e, enquanto ainda és jovem, entrega teu coração à alegria. Anda nos caminhos de teu coração e segundo os olhares de teus olhos, mas fica sabendo que de tudo isso Deus te fará prestar conta.10 Exclui a tristeza de teu coração, poupa o sofrimento a teu corpo, porque a juventude e a adolescência são vaidade. 1 Mas, lembra-te de teu Criador nos dias de tua juventude, antes que venham os maus dias e que apareçam os anos dos quais dirás: “Não sinto prazer neles”; 2 antes que se escureçam o sol, a luz, a lua a as estrelas, e que à chuva sucedam as nuvens; 3 anos nos quais tremem os guardas da casa, nos quais se curvam os robustos e param de moer as moleiras pouco numerosas, nos quais se escurecem aqueles que olham pela janela,4 nos quais se fecham para a rua os dois batentes da porta, nos quais se enfraquece o ruído de moinho, nos quais os homens se levantam ao canto do passarinho, nos quais se extingue o som da voz,5 nos quais se temem as subidas; nos quais se terão sobressaltos no caminho, nos quais a amendoeira branqueia, nos quais o gafanhoto engorda, nos quais a alcaparra perde a sua eficácia, porque o homem se encaminha para a morada eterna e os carpidores percorrem as ruas;6 antes que se rompa o cordão de prata, que se despedace a lâmpada de ouro, antes que se quebre a bilha na fonte, e que se fenda a roldana sobre a cisterna;7 antes que a poeira retorne à terra para se tornar o que era; e antes que o sopro de vida retorne a Deus que o deu.8 Vaidade das vaidades!, diz o Eclesiastes, tudo é vaidade.
Palavra do Senhor.
 

Salmo responsorial 89/90
Ó Senhor, vós fostes sempre um refúgio para nós.
Vós fazeis voltar ao pó todo mortal
quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!”
Pois mil anos para vós são como ontem,
qual vigília de uma noite que passou.



Eles passam como o sono da manhã,
são iguais à erva verde pelos campos:
de manhã ela floresce vicejante,
mas à tarde é cortada e logo seca.



Ensinai-nos a contar os nossos dias
e daí ao nosso coração sabedoria!
Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis?
Tende piedade e compaixão de vossos servos!



Saciai-nos de manhã com vosso amor,
e exultaremos de alegria todo o dia!
Que a bondade do Senhor e nosso Deus
e repouse sobre nós e nos conduza!
Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho.

 

Evangelho (Lucas 9,43-45)
9 43 Todos ficaram pasmados ante a grandeza de Deus. Como todos se admirassem de tudo o que Jesus fazia, disse ele a seus discípulos:44 “Gravai nos vossos corações estas palavras:  O Filho do Homem há de ser entregue às mãos dos homens!”45 Eles, porém, não entendiam esta palavra e era-lhes obscura, de modo que não alcançaram o seu sentido; e tinham medo de lhe perguntar a este respeito.
Palavra da Salvação.

sexta-feira, setembro 26, 2014

XXV SEMANA DO TEMPO COMUM *
(Verde – Ofício do Dia)

Leitura (Eclesiastes 3,1-11)
3 1 Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus. 2 Tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar o que foi plantado. 3 Tempo para matar, e tempo para sarar; Tempo para demolir, e tempo para construir. 4 Tempo para chorar, e tempo para rir; tempo para gemer, e tempo para dançar. 5 Tempo para atirar pedras, e tempo para ajuntá-las; tempo para dar abraços, e tempo para apartar-se. 6 Tempo para procurar, e tempo para perder; tempo para guardar, e tempo para jogar fora; 7 Tempo para rasgar, e tempo para costurar; tempo para calar, e tempo para falar; 8 Tempo para amar, e tempo para odiar; tempo para a guerra, e tempo para a paz. 9 Que proveito tira o trabalhador de sua obra?10. Eu vi o trabalho que Deus impôs aos homens:11. todas as coisas que Deus fez são boas, a seu tempo. Ele pôs, além disso, no seu coração a duração inteira, sem que ninguém possa compreender a obra divina de um extremo a outro. Palavra do Senhor.
 
Salmo responsorial 143/144
Bendito seja o Senhor, meu rochedo!
Bendito seja o Senhor, meu rochedo.
ele é meu amor, meu refúgio,
libertador, fortaleza e abrigo.
É meu escudo: é nele que espero.


Que é o homem, Senhor, para vós?
Por que dele cuidais tanto assim
e no filho do homem pensais?
Como o sopro de vento é o homem,
os seus dias são sobra que passa.


Evangelho (Lucas 9,18-22)
918 Num dia em que ele estava a orar a sós com os discípulos, perguntou-lhes: “Quem dizem que eu sou?”19 Responderam-lhe: “Uns dizem que és João Batista; outros, Elias; outros pensam que ressuscitou algum dos antigos profetas”.20 Perguntou-lhes, então: “E vós, quem dizeis que eu sou?” Pedro respondeu: “O Cristo de Deus”.21 Ordenou-lhes energicamente que não o dissessem a ninguém.22 Ele acrescentou: “É necessário que o Filho do Homem padeça muitas coisas, seja rejeitado pelos anciãos, pelos príncipes dos sacerdotes e pelos escribas. É necessário que seja levado à morte e que ressuscite ao terceiro dia”.
Palavra da Salvação.
 

quinta-feira, setembro 25, 2014

XXV SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do Dia)

Leitura (Eclesiastes 1,2-11)
1 2 “Vaidade das vaidades, diz o Eclesiastes, vaidade das vaidades! Tudo é vaidade”.3 Que proveito tira o homem de todo o trabalho com que se afadiga debaixo do sol?4 Uma geração passa, outra vem; mas a terra sempre subsiste.5 O sol se levanta, o sol se põe; apressa-se a voltar a seu lugar; em seguida, se levanta de novo.6 O vento vai em direção ao sul, vai em direção ao norte, volteia e gira nos mesmos circuitos.7 Todos os rios se dirigem para o mar, e o mar não transborda. Em direção ao mar, para onde correm os rios, eles continuam a correr.8 Todas as coisas se afadigam, mais do que se pode dizer. A vista não se farta de ver, o ouvido nunca se sacia de ouvir.9 O que foi é o que será: o que acontece é o que há de acontecer. Não há nada de novo debaixo do sol.10 Se é encontrada alguma coisa da qual se diz: Veja: isto é novo, ela já existia nos tempos passados.11 Não há memória do que é antigo, e nossos descendentes não deixarão memória junto daqueles que virão depois deles.
Palavra do Senhor.

 
Salmo responsorial 89/90
Ó Senhor, vós fostes sempre um refúgio para nós.
Vós fazeis voltar ao pó todo mortal
Quando dizeis: “Voltai ao pó, filhos de Adão!”
Pois mil anos para vós são como ontem,
Qual vigília de uma noite que passou.


Eles passam como o sono da manhã,
São iguais à erva verde pelos campos:
De manhã ela floresce vicejante,
Mas à tarde é cortada e logo seca.


Ensinai-nos a cotar os nossos dias
E dai ao nosso coração sabedoria!
Senhor, voltai-vos! Até quando tardareis?
Tende piedade e compaixão de vossos servos!


Saciai-nos de manhã com vosso amor,
E exultaremos de alegria todo o dia!
Que a bondade do Senhor e nosso Deus
Repouse sobre nós e nos conduza!
Tornai fecundo, ó Senhor, nosso trabalho.

 
Evangelho (Lucas 9,7-9)

Naquele tempo, 97 o tetrarca Herodes ouviu falar de tudo o que Jesus fazia e ficou perplexo. Uns diziam: “É João que ressurgiu dos mortos”; outros: “É Elias que apareceu”;
8 e ainda outros: “É um dos antigos profetas que ressuscitou”.
9 Mas Herodes dizia: “Eu degolei João. Quem é, pois, este, de quem ouço tais coisas?” E procurava ocasião de vê-lo.
Palavra da Salvação.

quarta-feira, setembro 24, 2014

XXV SEMANA DO TEMPO COMUM
(Verde – Ofício do Dia)

Leitura (Provérbios 30,5-9)
30 5 Toda a palavra de Deus é provada, é um escudo para quem se fia nele.6 Não acrescentes nada às suas palavras, para que ele não te corrija e sejas achado mentiroso.7 Eu te peço duas coisas, não mas negues antes de minha morte:8 afasta de mim falsidade e mentira, não me dês nem pobreza nem riqueza, concede-me o pão que me é necessário,9 para que, saciado, eu não te renegue, e não diga: “Quem é o Senhor?” Ou que, pobre, eu não roube, e não profane o nome do meu Deus.
Palavra do Senhor.
 

Salmo responsorial 118/119
Vossa palavra é uma luz para os meus passos!
Afastai-me do caminho da mentira
E dai-me a vossa lei como um presente!



A lei de vossa boca, para mim,
Vale mais do que milhões em ouro e prata.



É eterna, ó Senhor, vossa palavra,
Ela é tão firme e estável como o céu.



De todo mau caminho afasto os passos,
Para que eu siga fielmente as vossas ordens.



De vossa lei eu recebi inteligência,
Por isso odeio os caminhos da mentira.



Eu odeio e detesto a falsidade,
Porém amo vossas leis e mandamentos!
 

Evangelho (Lucas 9,1-6)
Naquele tempo, 9 1 reunindo Jesus os doze apóstolos, deu-lhes poder e autoridade sobre todos os demônios, e para curar enfermidades.2 Enviou-os a pregar o Reino de Deus e a curar os enfermos.3 Disse-lhes: “Não leveis coisa alguma para o caminho, nem bordão, nem mochila, nem pão, nem dinheiro, nem tenhais duas túnicas.4 Em qualquer casa em que entrardes, ficai ali até que deixeis aquela localidade.5 Onde ninguém vos receber, deixai aquela cidade e em testemunho contra eles sacudi a poeira dos vossos pés”.6 Partiram, pois, e percorriam as aldeias, pregando o Evangelho e fazendo curas por toda parte.
Palavra da Salvação.
 

terça-feira, setembro 23, 2014

Festa De Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

No ultimo domingo ocorreu o encerramento da festa em louvor a Nossa Senhora do Perpétuo Socorro
Confira as fotos