sexta-feira, julho 06, 2012


Primeira Leitura: Amós 8, 4-6.9-12
 XIII SEMANA COMUM

 4Ouvi isto, vós que engolis o pobre, e fazeis perecer os humildes da terra, 5dizendo: Quando passará a lua nova, para vendermos o nosso trigo, e o sábado, para abrirmos os nossos celeiros, diminuindo a medida e aumentando o preço, e falseando a balança para defraudar? 6(Compraremos os infelizes por dinheiro e os pobres por um par de sandálias.) Venderemos até o refugo do trigo. 9Acontecerá naquele dia - oráculo do Senhor Javé - que farei o sol se pôr ao meio-dia, e encherei a terra de trevas em pleno dia. 10Converterei vossas festas em luto, e vossos cânticos em elegias fúnebres. Porei o saco em volta de todos os rins, e a navalha em todas as cabeças. E farei (a terra) debulhar-se em pranto, como se chora um filho único, e seu porvir será um dia de amargura. 11Virão dias - oráculo do Senhor Javé - em que enviarei fome sobre a terra, não uma fome de pão, nem uma sede de água, mas (fome e sede) de ouvir a palavra do Senhor. 12Andarão errantes de um mar a outro, vaguearão do norte ao oriente; correrão por toda parte buscando a palavra do Senhor, e não a encontrarão.

Salmo Responsorial(118)

REFRÃO: O homem não vive somente de pãp, / mas de toda palavra da boca de Deus.
1. Felizes os que guardam com esmero seus preceitos e o procuram de todo o coração; - R.
2. De todo o coração eu vos procuro; não permitais que eu me aparte de vossos mandamentos. - R.
3. Consome-se minha alma no desejo perpétuo de observar vossos decretos.- R.
4. Escolhi o caminho da verdade, impus-me os vossos decretos. - R.
5. Anseio pelos vossos preceitos; dai-me que viva segundo vossa justiça. - R.
6. Abro a boca para aspirar, num intenso amor de vossa lei. - R.

Evangelho: Mateus 9, 9-13

 Naquele tempo,9Partindo dali, Jesus viu um homem chamado Mateus, que estava sentado no posto do pagamento das taxas. Disse-lhe: Segue-me. O homem levantou-se e o seguiu. 10Como Jesus estivesse à mesa na casa desse homem, numerosos publicanos e pecadores vieram e sentaram-se com ele e seus discípulos. 11Vendo isto, os fariseus disseram aos discípulos: "Por que come vosso mestre com os publicanos e com os pecadores?" 12Jesus, ouvindo isto, respondeu-lhes: "Não são os que estão bem que precisam de médico, mas sim os doentes. 13Ide e aprendei o que significam estas palavras: Eu quero a misericórdia e não o sacrifício (Os 6,6). Eu não vim chamar os justos, mas os pecadores."