sexta-feira, agosto 31, 2012


Primeira Leitura: 1º Coríntios 1, 17-25
 XXI SEMANA COMUM

Leitura da primeira carta de são Paulo aos Coríntios  - Irmãos, 17Cristo não me enviou para batizar, mas para pregar o Evangelho; e isso sem recorrer à habilidade da arte oratória, para que não se desvirtue a cruz de Cristo. 18A linguagem da cruz é loucura para os que se perdem, mas, para os que foram salvos, para nós, é uma força divina. 19Está escrito: Destruirei a sabedoria dos sábios, e anularei a prudência dos prudentes (Is 29,14). 20Onde está o sábio? Onde o erudito? Onde o argumentador deste mundo? Acaso não declarou Deus por loucura a sabedoria deste mundo? 21Já que o mundo, com a sua sabedoria, não reconheceu a Deus na sabedoria divina, aprouve a Deus salvar os que crêem pela loucura de sua mensagem. 22Os judeus pedem milagres, os gregos reclamam a sabedoria; 23mas nós pregamos Cristo crucificado, escândalo para os judeus e loucura para os pagãos; 24mas, para os eleitos - quer judeus quer gregos -, força de Deus e sabedoria de Deus.25Pois a loucura de Deus é mais sábia do que os homens, e a fraqueza de Deus é mais forte do que os homens. - Palavra do Senhor.

Salmo Responsorial(32)

REFRÃO:  Transborda em toda a terra a bondade do Senhor!

1. Ó justos, alegrai-vos no Senhor!  / aos retos fica bem glorificá-lo.  / Dai graças ao Senhor ao som da harpa,  /  
na lira de dez cordas celebrai-o! -R.
2. Pois reta é a palavra do Senhor, / e tudo o que ele faz merece fé.  / Deus ama o direito e a justiça,  transborda em toda a terra a sua graça. -R.
3. O Senhor desfaz os planos das nações  / be os projetos que os povos se propõem.  / Mas os desígnios do Senhor são para sempre,  e os pensamentos que ele traz no coração,   de geração em geração, vão perdurar. -R. 

Evangelho: Mateus 25, 1-13

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo, segundo Mateus - Naquele tempo,1Então o Reino dos céus será semelhante a dez virgens, que saíram com suas lâmpadas ao encontro do esposo. 2Cinco dentre elas eram tolas e cinco, prudentes. 3Tomando suas lâmpadas, as tolas não levaram óleo consigo. 4As prudentes, todavia, levaram de reserva vasos de óleo junto com as lâmpadas. 5Tardando o esposo, cochilaram todas e adormeceram. 6No meio da noite, porém, ouviu-se um clamor: Eis o esposo, ide-lhe ao encontro. 7E as virgens levantaram-se todas e prepararam suas lâmpadas. 8As tolas disseram às prudentes: Dai-nos de vosso óleo, porque nossas lâmpadas se estão apagando. 9As prudentes responderam: Não temos o suficiente para nós e para vós; é preferível irdes aos vendedores, a fim de o comprardes para vós. 10Ora, enquanto foram comprar, veio o esposo. As que estavam preparadas entraram com ele para a sala das bodas e foi fechada a porta.11Mais tarde, chegaram também as outras e diziam: Senhor, senhor, abre-nos! 12Mas ele respondeu: Em verdade vos digo: não vos conheço! 13Vigiai, pois, porque não sabeis nem o dia nem a hora. - Palavra da salvação.

Nenhum comentário: