quinta-feira, dezembro 22, 2011

Primeira Leitura: 1º Samuel 1, 24-28

IV SEMANA DO ADVENTO


Naqueles dias, 24Após tê-lo desmamado, tomou-o consigo, e levando também três touros, um efá de farinha e um odre de vinho, conduziu-o à casa do Senhor em Silo. O menino era ainda muito criança. 25Imolaram o touro e conduziram o menino a Heli.26Ana disse-lhe: Ouve, meu Senhor, por tua vida, eu sou aquela mulher que esteve aqui em tua presença orando ao Senhor. 27Eis aqui o menino por quem orei; o Senhor ouviu o meu pedido. 28Portanto, eu também o dou ao Senhor: ele será consagrado ao Senhor para todos os dias de sua vida. E prostraram-se naquele lugar diante do Senhor.


Salmo Responsorial(1sm 2)


REFRÃO: Meu coração exultou no meu Senhor salvador.

1. Ana pronunciou esta prece: Exulta o meu coração no Senhor, nele se eleva a minha força; a minha boca desafia os meus adversários, porque me alegro na vossa salvação. - R.

2. Quebra-se o arco dos fortes, enquanto os fracos se revestem de vigor. Os abastados se assalariam para ganharem o que comer, enquanto os famintos são saciados. Sete vezes dá à luz a estéril, enquanto a mãe de numerosos filhos enlanguesce. - R.

3. O Senhor dá a morte e a vida, faz descer à habitação dos mortos e de lá voltar. O Senhor empobrece e enriquece; humilha e exalta. - R.



Evangelho: Lucas 1, 46-56


Naquele tempo,46E Maria disse: Minha alma glorifica ao Senhor, 47meu espírito exulta de alegria em Deus, meu Salvador, 48porque olhou para sua pobre serva. Por isto, desde agora, me proclamarão bem-aventurada todas as gerações,49porque realizou em mim maravilhas aquele que é poderoso e cujo nome é Santo. 50Sua misericórdia se estende, de geração em geração, sobre os que o temem. 51Manifestou o poder do seu braço: desconcertou os corações dos soberbos. 52Derrubou do trono os poderosos e exaltou os humildes. 53Saciou de bens os indigentes e despediu de mãos vazias os ricos. 54Acolheu a Israel, seu servo, lembrado da sua misericórdia, 55conforme prometera a nossos pais, em favor de Abraão e sua posteridade, para sempre. 56Maria ficou com Isabel cerca de três meses. Depois voltou para casa.

Santo do Dia

Santa Francisca Xavier Cabrini

Santa Francisca nasceu em Sant'Angelo de Lódi, na Lombardia, Itália, no ano de 1850, última de uma família de 13 filhos. Órfã de pai e mãe, Francisca teria desejado fechar-se logo no convento, mas não foi aceita por causa da precariedade de sua saúde. Aceitou então o encargo de atender a um orfanato, que lhe confiou o pároco de Codogno. A jovem, há pouco diplomada mestra, fez muito mais: concitou algumas companheiras a unirem-se a ela, constituindo um primeiro núcleo das irmãs missionárias do Sagrado Coração, postas sob a proteção de um intrépido missionário, São Francisco Xavier, de quem ela mesma, pronunciando os votos, assumiu o nome.

Francisca, também na primeira das suas vinte e quatro travessias do oceano condividiu os dissabores e as incertezas de seus patrícios; mas é extraordinária a coragem com que enfrentou a imensa metrópole norte-americana e soube onde estabelecer o ponto de encontro e de socorro para os emigrantes. Antes de tudo olhou para os órfãos e os doentes, construindo casas, escolas e um grande hospital em Nova Iorque, depois em Chicago, em seguida na Califórnia e irradiar enfim a sua obra em toda a América, até a Argentina.

A todos que se mostravam admirados com ela por tantas obras, a madre Cabrini respondia com sincera humildade: "Por acaso não foi o Senhor quem fez todas essas obras?" Traduzidas em números estas obras são: trinta fundações em oito nações diferentes. Morreu em Chicago no ano 1917, após uma das inúmeras viagens. Seu corpo foi levado para Nova Iorque na Igreja anexa ao Colégio Madre Cabrini para que permanecesse próximo dos emigrantes.